Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
21 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Gabriella Lira – Da Cenarium

MANAUS – O programa ‘Cenarium Entrevista’ dessa terça-feira, 19, apresentado por Liliane Araújo, teve a participação da jornalista e mestre em Ciências Políticas, Liege Albuquerque. Durante o sexto episódio desta segunda temporada, a atual professora universitária compartilhou histórias da carreira e novos projetos, que incluem o lançamento de um curso voltado a pessoas e/ou jornalistas que vivem em locais chamados  “desertos de notícias”. 

Acreana, Liege se mudou para Manaus ainda jovem e conta que o jornalismo foi uma paixão que nasceu com o tempo, pois seu sonho era ser escritora. “Eu queria ser escritora, eu gostava muito de ler, como eu gosto até hoje, eu acabei fazendo jornalismo, porque eu gostava muito de escrever”, afirma a jornalista. 

Liege Albuquerque é jornalista formada pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e mestre em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo (USP). Durante sua carreira, teve experiências em veículos nacionais e internacionais. Foi correspondente por 9 anos do jornal O Estado de São Paulo. Foi repórter e editora de cidades e política em jornais como A Crítica, Amazonas em Tempo e Diário do Amazonas (Manaus), Folha de S. Paulo e Veja (em São Paulo), O Globo e O Estado de S. Paulo (em Brasília). É autora de livros infantis e tem um blog sobre maternidade. Atualmente, atua como professora de jornalismo e publicidade na Fametro, em Manaus. 

Liege Albuquerque durante entrevista na sede da Revista Cenarium. Foto: Elias Mariano

Durante a entrevista, Liege falou sobre as experiências na carreira e os grandes projetos que se orgulha. “Eu tenho um lado empreendedor, mas não faço aquela parte chata, eu tenho a ideia e quero que as pessoas entrem junto. Já houve dois momentos que tive a ideia, a equipe foi boa e foi à frente. O Amazônia Real foi um sucesso. Eu chamei a Kátia Brasil e a Elaíze Farias para fazer o site, fiquei um tempo com elas e depois fui construir outros projetos. E, recentemente, aconteceu a mesma coisa, eu queria fazer um podcast, então chamei a Daniela Assayag e Aruana Brianezi, profissionais incríveis que sempre me dei bem”, conta.  

Atualmente, a convite da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e da Embaixada e Consulado dos Estados Unidos no Brasil, Liege e as jornalistas que compõem o podcast As Manauaras, Daniely Assayag e Aruana Brianezi, lançaram um curso online gratuito “Podcast: um conteúdo para o mundo”, com duas turmas, aula ao vivo e mentorias individuais. 

O curso é voltado a jornalistas e radialistas que atuam na divulgação de notícias e informações no interior da Amazônia e do Nordeste, profissionais que atuam nas capitais e estudantes da área de Comunicação Social. As inscrições acontecem de 10 a 24 de outubro no site www.asamazonaspodcast.com.br/inscricoes. Para participar é preciso ter mais de 18 anos, declarar não trabalhar para órgão público e produzir um texto com o tema: “Porque quero ser a voz de minha cidade”. 

A seleção seguirá o sistema de soma de pontos, segundo os critérios avaliados na ficha de inscrição: 3 pontos – profissionais com mais de 5 anos de atuação; 3 pontos – profissionais em cidades do interior com acesso à internet; 3 pontos – profissionais com formação acadêmica ou técnica; 2 pontos – profissionais com 2 a 5 anos de atuação; 2 pontos – profissionais nas capitais de Estados; 1 ponto – estagiário e estudante. O anúncio dos selecionados ocorrerá dia 26 de outubro.