Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), manifestou solidariedade aos amigos e à família do prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas, que morreu neste domingo, 16, vítima de um câncer. O chefe do Executivo Estadual disse que Covas lutou bravamente contra a doença.

“Lamento profundamente a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que lutou bravamente contra o câncer desde 2019. Aos amigos e familiares, minha solidariedade e abraço fraterno. Que Deus o receba com glórias em sua morada e conforte os coranções de todos”, lamentou Wilson Lima no Twitter.

Câncer

O prefeito licenciado morreu às 8h20 deste domingo, aos 41 anos. A informação foi repassada à imprensa pela Prefeitura de São Paulo. Bruno Covas lutava, desde 2019, contra um câncer no sistema digestivo com metástases nos ossos e no fígado.

O gestor deixa o filho Tomás, de 15 anos, e uma legião de admiradores por todo o País. O político estava internado desde o dia 2 de maio no Hospital Sírio-Libanês, no Centro de São Paulo. Bruno Covas, no entanto, teve uma piora no quadro de saúde na sexta-feira, 14, quando o boletim médico da unidade hospitalar disse que o quadro do prefeito licenciado havia se tornado irreversível.

Bruno Covas terá o corpo enterrado no Cemitério do Paquetá, em Santos, onde foi sepultado o corpo de Mário Covas, ex-governador de São Paulo e avô de Bruno, que também morreu em decorrência de um câncer, em 2001.