21 de janeiro de 2021

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – O Amazonas, apenas neste ano já acumula 7.528 acidentes de trânsito com danos materiais, sendo 250 ocorrências com vítimas fatais. O número corresponde aos meses de janeiro a outubro deste ano e, apesar de alarmantes, indicam uma estabilidade em comparação com o ano de 2019.

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito do Estado (Detran-AM), 191 acidentes com vítimas fatais foram registrados apenas na capital do maior Estado da Amazônia Legal, com 59 incidências nos municípios do interior, que totalizam os 250 casos. No mesmo período do ano passado, 179 incidentes que resultaram em morte em Manaus e 97 no interior do estado. Em todo o ano passado, foram 276 ocorrências do tipo.

Veja também: Vídeo: Acidente em rodovia do interior paulista causa 40 mortes, diz PM

Danos materiais

Segundo Detran-AM, de janeiro a outubro deste ano também foram registrados 7.528 acidentes de trânsito com danos materiais. Já no mesmo período do ano passado, ocorreram 8.117 casos, ou seja, uma redução de 589 casos no número de acidentes.

Imprudência

Segundo reportagem publicada em março deste ano pelo jornal Estadão, um estudo realizado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação mostrou que em 53,7% dos acidentes a causa é a imprudência dos motoristas. Destes, 30,3% ocorrem por infração das leis de trânsito, enquanto 23,4% indicam falta de atenção do conduto.

No Amazonas, os acidentes mais comuns são atropelamento, colisão entre carro e motocicleta e queda de motocicleta, conforme o levantamento do Departamento Estadual de Trânsito do Estado.

Casos

No final de outubro, cerca de 40 pessoas ficaram feridas em um grave acidente envolvendo um ônibus da empresa Martins Rent a Car. O fato ocorreu no início da manhã deste sábado, 31, na rodovia AM-363, que liga Manaus ao município de Itapiranga (a 341 km da capital amazonense).

O veículo perdeu o controle, capotou e caiu em um barranco, ficando completamente destruído (Reprodução)

Uma das vítimas afirmou que o acidente ocorreu por volta de 3h no KM 70 da rodovia estadual. “O ônibus estava lotado e todas as pessoas tiveram ferimentos, tanto leves, como graves”, afirmou Jhonathan Pires.

No último sábado, 21, um caso de imprudência no trânsito resultou em um acidente fatal. Mesmo não possuindo habilitação, um adolescente de 17 anos morreu após colidir sua moto contra um poste na Avenida Cosme Ferreira, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus.

O jovem, que estava trabalhando como entregador de gás, bateu a cabeça e não resistiu. De acordo com a polícia, o adolescente estava sem capacete.

No Brasil, a idade mínima para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é 18 anos, segundo estipula o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Lei 9.503/1997. A multa para quem está dirigindo sem a documentação, considerada como infração gravíssima, é de R$ 880,41, passível de retenção do veículo.

Em julho deste ano, um autônomo de 28 anos morreu atropelado por um ônibus, na Avenida Margarita, bairro Cidade de Deus, Zona Norte da capital. De acordo com testemunhas, o homem dormia embaixo do veículo que estava estacionado na garagem, quando o motorista saiu sem perceber a presença do rapaz.

No mês de agosto, um grave acidente de trânsito deixou seis pessoas feridas na avenida Mário Ypiranga, no bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus. Segundo informações de testemunhas, um carro invadiu uma parada de ônibus e atingiu populares que estavam no local e foram arrastados pelo automóvel a alguns metros de distância. Uma mulher morreu.

No interior do Amazonas, quatro pessoas da mesma família, sendo uma criança de 5 anos, morreram em um acidente de trânsito na estrada AM-010, próximo a uma invasão, no município de Itacoatiara (a 270 quilômetros de Manaus).

Saiba mais: Quatro pessoas morrem em acidente de trânsito em estrada do interior do AM

Testemunhas afirmaram que a família estava retornando para casa quando foi atingida por um rapaz, que trafegava em alta velocidade pela via. Ambos estavam em uma motocicleta quando colidiram.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.