Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
12 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Matheus Pereira – Da Revista Cenarium

MANAUS – A presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na capital amazonense na manhã desta sexta-feira, 23, foi marcada por manifestações contrárias e a favor do chefe do Executivo Federal. Concentrados em diferentes áreas da cidade, tanto apoiadores quanto críticos do presidente escolheram a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) e logo depois o Centro de Convenções Vasco Vasques (CCVV), local onde esteve Bolsonaro, como os locais de concentração.

Um dos principais motivos para a realização das manifestações durante a vinda de Bolsonaro a Manaus foi a aprovação na última terça-feira, 20, do Projeto de Lei que concedeu o Título de Cidadão do Amazonas ao presidente. A honraria causou a indignação de movimentos sociais e pessoas homenageadas pela Aleam com o mesmo título.

Contra

O ex-senador e deputado estadual do Amazonas João Pedro Gonçalves foi um dos líderes das manifestações contrárias a Jair Bolsonaro. Para o militante do PT, um democrata, uma pessoa consistente não pode ficar de braços cruzados, sem ir para rua num momento como esse.

“Bolsonaro está em Manaus e ele tem que saber que é um protesto contra essa honraria da Assembleia Legislativa, que errou. Os deputados esqueceram que muitas famílias perdem entes queridos, esqueceram que faltou oxigênio, faltou leito, que falta vacina, que morrem amazônidas, mulheres, jovens, os povos indígenas, enfim. Esse é um protesto legítimo que o presidente tem que saber, nós estamos aqui porque não aceitamos a sua política”, afirmou.

A favor

Do outro lado, o motociclista, José Ribamar considera que a homenagem recebida por Bolsonaro foi justa já que para ele, o presidente tem cumprido seu papel com os cidadãos amazonenses. “Nosso presidente tem sido um bom homem, um bom governante para o nosso país, tanto é que nós estamos aqui reunidos, justamente por esse motivo, para apoiar o nosso presidente, esse homem que está dando o sangue pelo nosso país. Se Deus quiser a melhora vai vir. Estamos juntos, Bolsonaro 2022”, declarou.

Durante o deslocamento da Aleam para as proximidades do centro de convenções onde estava o presidente, os manifestantes precisaram lidar com apoiadores de Bolsonaro que passavam pelo local. Em um desses momentos, um vendedor ambulante discute com os opositores do governo.

Manifestação contra o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (Matheus Pereira/Revista Cenarium)

Aglomerações

Já em frente ao centro de convenções, os dois grupos se encontraram e trocaram provocações e gritos de ordem. Enquanto os apoiadores gritavam “mito mito mito”, os manifestantes contrários ao governo gritavam “Bolsonaro genocida”.

O presidente, Jair Bolsonaro, esteve em Manaus para a inauguração da segunda etapa do Centro de Convenções Vasco Vásquez. Na chegada, perguntado pela equipe da REVISTA CENARIUM se iria receber o Título de Cidadão Amazonense aprovado pela Aleam, o presidente respondeu positivamente.

Encontro de manifestantes pró e contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (Matheus Pereira/Revista Cenarium)