Marcelo Amil propõe acolhimento municipal para mulheres vítimas de violência

(Ricardo Oliveira/Revista Cenarium)

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Marcelo Amil (PcdoB), candidato à Prefeitura de Manaus nas eleições 2020, afirmou nesta terça-feira, 10, que o Brasil vive um cenário grave de machismo estruturado, caracterizado pela cultura do patriarcado, quando existe valorização do homem sobre as mulheres.

“Temos um cenário grave no Brasil de machismo estruturado. Infelizmente, a gente viu recentemente uma discussão sobre o estupro culposo. Primeiro, o estupro culposo não existe nem estava na sentença, foi um veículo que usou aquilo como um ‘chamariz’ para a matéria e foi genial, para promover uma discussão que tinha que ser feita daquela maneira”, destacou o candidato ao lembrar o caso envolvendo a jovem Mariane Ferrer.

PUBLICIDADE

Para o candidato, é necessário mudar a forma como as crianças são educadas. Durante o segundo bloco da “Sabatina Técnica” da REVISTA CENARIUM, Marcelo Amil salientou que é surreal separar brincadeiras de crianças com base nos gêneros sexuais.

Sobre violência doméstica, o postulante desabafou a precariedade de políticas públicas para as mulheres em Manaus. Segundo ele, o município já passou da hora de ter um local específico de apoio ao público feminino, no que se refere as medidas protetivas delas.

“Precisamos criar medidas efetivas, criar uma casa de acolhimento para as mulheres, para que elas possam ter a segurança de denunciar, sabendo que terão suas vidas protegidas pelo Estado e que a gente construa pequenas ações, circunstâncias que permitam que tenhamos uma sociedade mais igualitária no futuro”, reforçou.

PUBLICIDADE

O que você achou deste conteúdo?

Compartilhe:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.