Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Victória Sales – Da Revista Cenarium

MANAUS – O programa da TV Cultura do Brasil, “Provoca”, desta terça-feira, 30, comandado pelo apresentador Marcelo Tas, vai entrevistar, às 22h, a Monja Coen. A guru espiritual vai compartilhar os melhores relatos sobre saúde mental e inspirações de vida.

“Se eu falar ‘meu anjinho’, quer dizer que você não tem jeito, acabou, eu estou me segurando para não te bater”, explicou a monja zen budista brasileira. Além disso, Monja Coen comentou ainda sobre sua atuação como repórter do Jornal da Tarde durante a ditadura militar. “Houve colegas meus que foram presos, houve uma matéria minha que reescreveram completamente, destruíram um dos personagens, o que me deixou muito magoada”, explicou.

Monja Coen

Cláudia Dias Baptista de Souza nasceu em São Paulo, no dia 30 de junho de 1947, ficou conhecida como Coen Rōshi, mas foi com o título de Monja Coen que ela ganhou destaque nacional. Ela é uma noja zen budista brasileira, com ascendência portuguesa e também missionária da tradição Soto Shu, que tem sede no Japão.

Foi a primeira fundadora da Comunidade Zen Budista, que teve início no ano de 2001. Filha de um português com uma paulista, foi criada na família chamada Dias Baptista, propietários de terra no Vale do Paranapanema. Monja Coen foi criada no cristianismo, mas se mudou para o Japão e converteu-se à tradição budista. Antes de entrar para a religiosidade, ela dedicou a sua carreira para o jornalismo e atuava como repórter em vários jornais de São Paulo.