Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
27 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações do Infoglobo

GOIÂNIA- Com a expectativa de que cerca de 100 mil pessoas compareçam ao velório da cantora Marília Mendonça, neste sábado, a Goiânia Arena começou a receber os primeiros fãs da sertaneja já na noite desta sexta-feira (5). Considerada o maior fenômeno musical da atualidade, Marília morreu na queda de um avião de pequeno porte que a levava para um show em Caratinga, Minas Gerais. O velório, que começou às 8h, será aberto ao público em geral das 13h às 16h. As primeiras e últimas horas do velório serão exclusivas para família e amigos. Às 17h30, Marília será enterrada no cemitério Parque Memorial, também na capital goiana.

Marília Mendonça viajava em um avião de pequeno porte, modelo Beech Aircraft. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião estava em situação regular e tinha autorização para circulação de táxi-aéreo. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) está apurando as circunstâncias do acidente. Na noite de ontem, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que o avião atingiu um cabo da rede elétrica.

Desde as 22h, as primeiras movimentações começaram a ocorrer no local onde a cantora que arrastou multidões seria velada. Mulheres de diferentes idades foram as primeiras a chegar e montar vigília diante do estádio, embaladas por canções que tocavam em seus celulares. Acompanhada da filha e do irmão, Laene Rodrigues, de 32 anos, dirigiu por mais de 100 quilômetros para ir de Morrinhos a Goiânia, na noite de sexta-feira (5), para acompanhar o velório de sua ídolo.

A cantora Marília Mendonça era uma das passageiras do avião. Não houve sobreviventes Foto: Reprodução
A cantora Marília Mendonça era uma das passageiras da aeronave. Não houve sobreviventes do acidente Foto: Reprodução

Fã da cantora desde o início da carreira, a vendedora se emociona ao contar que as canções de Marília embalaram momentos variados de sua vida, e afirma que se sentiu representada quando a cantora apareceu no cenário musical, inclusive por sua aparência. “Quando vi Marília, me senti representada. Ela representava as gordinhas, que sempre sofreram preconceito”, lembrou, se lamentando em seguida por não ter conseguido ir a uma apresentação da cantora: “Nunca fui em um show dela. Nunca a vi em um show, mas vou vê-la em um caixão”.

Um ponto que une diversas admiradoras é a identificação com as letras de Marília e um elogio pela sinceridade da artista. Nas palavras delas: uma pessoa do ‘povão’, sempre disposta a atender com carinho os fãs. “Acho que o principal é a verdade que ela passa nas músicas dela”, diz a empresária Letícia Prado, de 41 anos, explicando a origem da sua admiração.

Com um cobertor para passar a noite no local do velório, Jessica Oliveira, de 30 anos, destaca que Marília cantava o que outros artistas não têm “coragem” de dizer. “Ela fala por muitas, o que muitas não tem coragem de falar”, afirma, citando o sucesso ‘Infiel’, música que incluiu Marília nas paradas de sucesso: “Muitas mulheres que estavam passando pelo fim de um relacionamento (se identificaram). Quando passei por uma crise em meu casamento quase me acabei de chorar e beber ouvindo Marília Mendonça”.

Fã passa a noite na porta do Ginásio do Goiânia Arena à espera do velório de Marília Mendonça, Goiás Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Fã passa a noite na porta do ginásio Goiânia Arena à espera do velório de Marília Mendonça, em Goiás Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Fãs aguardam por velório da cantora Marília Mendonça, em Goiânia Foto: Cristiano Mariz / Agência O Globo
Fãs aguardam por velório da cantora Marília Mendonça, em Goiânia Foto: Cristiano Mariz / Agência O Globo

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) decretou luto oficial de três dias no estado e, em uma rede social, publicou a estimativa de que até 100 mil pessoas compareçam ao velório. Ele estará junto com a família da cantora quando o corpo de Marília chegar à capital goiana, no serviço aéreo estadual, no aeroporto de Goiânia. Segundo Caiado, a expectativa é que ela chegue na cidade entre 10h e 11h e siga em cortejo, no carro dos bombeiros, até o Goiânia Arena.

A prefeitura de Goiânia criou um esquema especial de trânsito para que a multidão possa se despedir da cantora.