22 de janeiro de 2021

2021 inicia, novos políticos tomaram posse e começam seus mandatos. Outros já estão na corrida pra as eleições de 2022. O que ambos tem em comum? Precisam de marketing político e especificamente precisam estabelecer uma comunicação com seus eleitores.
São três objetivos importantes que precisam ser alcançados para ganhar uma eleição: manter os votos dos seus eleitores, ganhar os votos dos indecisos e conquistar os votos dos adversários.

Para ter êxito nessa empreitada se faz necessária uma comunicação eficaz com a população e como estamos na era da adesão digital, destaco a grande importância do marketing de conteúdo. Indo direto ao ponto, Marketing de Conteúdo é a estratégia de produzir conteúdos para seu público-alvo.

A primeira pergunta a ser entendida pelo político é: o que o meu eleitorado espera ver nas minhas redes sociais ou demais canais de comunicação? A resposta a essa pergunta explica porque alguns conteúdos tem maior audiência que outros por parte do público.

Vou destacar aqui 6 pontos que ajudarão a fazer um bom trabalho político usando marketing de conteúdo.

1 – Cards não rendem

As artes lindas produzidas pelos designers tem mais efeito quando impressas ou distribuídas nas listas de transmissão e demais canais de disparo em massa usados pelo político. A estratégia não funciona bem nas redes sociais, então limitar seu uso a datas comemorativas ou grandes conquistas é o ideal.

2 – cheguei no meu posto de trabalho e daí?

Todo político eleito tem o dever de cumprir seu expediente e defender os interesses do povo seja no legislativo ou executivo. Postagens de “cheguei no trabalho bati o ponto” não são considerados conteúdos eficazes, troque por “hoje no trabalho defendi tal situação, propus tal coisa.” Dê demonstrações mais claras de que o trabalho está sendo feito e de que forma está sendo feito, transparência é muito importante nesse processo.

3 – pessoas querem ver pessoas

Evite usar o mesmo tipo de foto, por exemplo a mesma foto na tribuna da câmara, assembleia, congresso, gabinete e etc. quando abordar um assunto em que esteja trabalhando mostre uma imagem que traduza o que está defendendo e de preferência com mais pessoas que estão empenhadas no mesmo projeto ou estão sendo beneficiadas por ele. Evite legendas grandes e seja objetivo.

4 – vídeos são uma boa

Lives são ótimos momentos para estabelecer boa comunicação com o eleitor desde que sejam breves, sobre temas atuais em discussão e de preferência que tenham a participação de mais alguém relevante, lives compartilhadas ajudam no engajamento. Vídeos de até um minuto para serem postados também são uma boa ideia principalmente quando precisa expor algum ponto.

5 – vida pessoal

O eleitor também quer saber um pouco sobre a vida pessoal, familiar do político, esse conteúdo deve ser natural e espontâneo tomando cuidado para não ter nenhuma conotação polêmica.

6 – criatividade

Não existe uma forma única de fazer marketing de conteúdo, cada público tem necessidade de uma abordagem específica, determinados conteúdos conversam melhor com um público do que com outro.

É preciso estar antenado as novas tendências e principalmente faça uso da poderosa ferramenta das pesquisas qualitativas para saber cada vez mais sobre o pensamento do eleitor de forma que possa proporcionar a ele um conteúdo de qualidade, um que ateste a eficácia do seu trabalho como político.

(*) Gabriel Araújo, profissional de marketing estratégico, político e branding. Presta consultoria para empresas de médio e grande porte. Também atua com consultorias políticas.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.