19 de setembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – O inusitado caso da médica Dieynne Saugo, que foi picada por uma jararaca enquanto se banhava na cachoeira perto da cidade de Nobres, a 151 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso, continua rendendo. Depois de ter suportado três horas de dor até chegar em um hospital em Cuiabá, passar pela internação em UTI, a médica também foi diagnosticada com a Covid-19.

Segundo o portal Metro Jornal, a médica usou as redes sociais para narrar o drama que viveu. No Instagram, ela postou texto em que se autoentrevista contando o exato momento do acidente com a cobra, além de vídeos e fotos do estado de saúde em que se encontra.

“Eu estava atrás da cachoeira, encostada numa pedra. Senti uma picada na região da mandíbula e vi um pedaço da cobra entrando no meu colete, puxei rapidamente com a mão esquerda, onde levei mais duas picadas”, relatou Dieynne.

Os momentos que se seguiram, segundo a narrativa de Dieynne, foram dramáticos. “Imediatamente minha mão começou a inchar e meu braço ficou pesado. Eu chorava de dor!”, contou ela.

Luta contra o tempo

Após o ataque, a médica relata a corrida contra o tempo, para chegar a uma unidade médica. “Desci de tirolesa e fiquei aguardando o carro para me levar para o hotel para buscar minhas coisas. Fiquei aguardando no carro enquanto meu namorado e o casal de amigos organizavam as coisas. Coloquei gelo na mão e partimos para Cuiabá”, descreveu.

Na sequência ela continuou o relato. “Demorei em média três horas! Fui direto para o Pronto-Socorro de Cuiabá, onde fui medicada e recebi o soro botrópico”, explicou. De acordo com ela, o esforço psicológico foi fundamental para não entrar em pânico. “Segui controlando minha mente! Pensando que tudo estava sob controle e Deus estava cuidando de tudo”, afirmou.

Ao todo foram quatro dias na UTI em Cuiabá, seis dias na UTI em São Paulo. Depois semi-intensivo, mas foi na chegada a São Paulo para onde foi transferida que veio mais uma má notícia. “É protocolo do hospital Albert Einstein realizar o teste. Testei positivo e logo fui encaminhada pra UTI do povo com covid-19”, detalhou.

Dieynne Saugo segue em tratamento, mas, segundo ela mesma, já fora de perigo. No texto do Instagram ela conta que depois de tudo o que viveu, veio a lição mais forte de toda a experiência após o contato com a jararaca. “A vida é trem bala parceiro e a gente é só passageiro prestes a partir…”, finalizou.

Veja publicação:

View this post on Instagram

Pra quem ainda não assistiu o vídeo do acidente, aí está! 👆🏻👆🏻👆🏻 1* foto: inicio da trilha pra chegar na cachoeira 1* video: momento que avistamos a cachoeira 2* video: momento exato do acidente, os gritos são meus. 3* video: a cobra jararaca que me picou bem plena se refrescando 🐍 Vocês deixaram inúmeras perguntas na caixinha de perguntas do Stories e eu selecionei algumas pra responder aqui 👉 Como aconteceu? Eu estava atrás da cachoeira, encostada numa pedra. Senti uma picada na região da mandíbula e vi um pedaço da cobra entrando no meu colete, puxei rapidamente com a mão esquerda, onde levei mais 2 picadas. 👉 Doeu? MUITO! Quase insuportável! 👉 O que aconteceu depois da picada? Imediatamente minha mão começou a inchar e meu braço ficou pesado. Eu chorava de dor! Desci de tirolesa e fiquei aguardando o carro pra me levar pro hotel pra buscar minhas coisas. Fiquei aguardando no carro enquanto meu namorado e o casal de amigos organizavam as coisas. Coloquei gelo na mão e partimos pra Cuiabá. 👉 Quanto tempo demorei pra ser atendida? Em média 3h! Fui direto pro PS de Cuiabá, onde fui medicada e recebi o soro botrópico 👉 Como suportei a dor? Controlando minha mente! Pensando que tudo estava sob controle e Deus estava cuidando de tudo. 👉 Corri o risco de morte? Com toda certeza! Meu estado de saúde era gravíssimo 👉 Quantos dias na UTI? 4 dias na UTI em Cuiabá 6 dias na UTI em São Paulo Depois fui pro semi intensivo Agora estou no quarto Estou hospitalizada desde o dia 30/08 👉 Como descobri que tava com #covid ? É protocolo do hospital Albert einstein realizar o teste. Testei positivo e logo fui encaminhada pra UTI do povo com covid 👉 Como estou me sentindo? Grata por estar viva e confiante de que tudo vai ficar bem e logo estarei em casa. 👉 A fé te ajudou? Sem dúvida! Minha fé em Deus é o que me manteve forte o tempo todo! As orações, as mensagens, o carinho de todos vocês também! 👉 Qual a sensação de passar por tudo isso e estar viva? Renascimento! 🙏 👉 Qual o maior aprendizado? Como diz a música 🎶 “Que a vida é trem bala parceiro E a gente é só passageiro prestes a partir… “ ♥️

A post shared by ✨ Dra. Dieynne Saugo 👉 Dra Fit (@dradieynne) on

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.