Membros da bancada dividem opiniões sobre intervenção na Saúde do AM

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Membros da bancada amazonense no Congresso Nacional divergem opiniões sobre o pedido de intervenção federal na Saúde do Amazonas. O requerimento 1.916/2020 foi aprovado hoje, 20, pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) e enviado para aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Para o deputado José Ricardo (PT), é importante que o governo federal possa intervir no Amazonas, mas que as medidas sejam feitas de forma mais rápidas e eficazes. O parlamentar também cobra uma ação mais coordenada do governo do estado em relação aos demais órgãos de controle.

“Além da intervenção tem que cobrar o que foi prometido pelo Ministério da Saúde. Na Câmara dos Deputados foi aprovado um projeto que prevê repasse de recursos para os Estados, além de apoio na arrecadação, mas o Senado ainda não aprovou. Independente disso, o governo federal deveria priorizar o repasse de recursos para os estados e não está fazendo isso”, disse o parlamentar ao criticar as ações do governo federal.

O petista ainda informou que fez solicitação para que o Ministério da Saúde libere de forma imediata todas as emendas parlamentares da Saúde da bancada do Amazonas. Mas, segundo Ricardo, os recursos ainda não foram liberados.

O deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos) disse à REVISTA CENARIUM que ainda vai conversar com o governo, pois a intervenção, segundo ele, é uma medida que pode prejudicar o presidente da República Jair Messias Bolsonaro (Sem partido), porque outros estados vão querer o mesmo.

Questionado de que forma Bolsonaro seria prejudicado, o deputado disse que “não tem condições de ajudar vários estados. Mas o que for melhor para o Amazonas, sou a favor”.

O senador Plínio Valério (PSDB) afirmou que os erros na saúde vêm de muito tempo. “Sem lobby. Estou, como sempre estive, à disposição para somar. São muitos erros por muito tempo, mas dizer isso não ajuda em nada”, disse o senador.

O delegado Pablo Oliva, deputado federal pelo PSL, enfatizou à REVISTA CENARIUM que apoia toda e qualquer medida que reestabeleça a tranquilidade dos cidadãos do Amazonas com a saúde e a economia afetadas pela crise do novo Coronavírus.

“Não existe vara de condão para resolver todos os problemas, mas é importante que ações efetivas sejam feitas logo. Nossas vidas e empregos estão em jogo”, pontuou.

Sem resposta

A Revista Cenarium também procurou ouvir os deputados federais Marcelo Ramos (PL), Bosco Saraiva (Solidariedade) e com os senadores Eduardo Braga (MDB) e Omar Aziz (PSD), mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO