Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações da Revista Fórum

SÃO PAULO – O ministro das Comunicações e genro do Silvio Santos, Fábio Faria (PSD-RN), se queixou, durante uma entrevista com o apresentador Carlos Massa, mais conhecido como Ratinho, de que a imprensa brasileira só sabe criticar o Governo Bolsonaro e dar notícia ruim.

“Primeiro, notícia ruim vende mais que a boa e às vezes as pessoas pensam só no financeiro, nos clicks. Aí a gente vai para alguns países e liga a televisão e só vê notícia boa daquele país. Aqui, não, procuram tudo de ruim no Brasil e tudo que tem de bom nos outros países sai na televisão. Isso deixa as pessoas sem esperança”, lamentou o ministro.

Faria recebeu o apoio de Ratinho que é dono de 57 emissoras de rádio, a Rede Massa FM e prometeu que a partir de agora só vai dar notícia boa. “Eu dei uma ordem nas minhas emissoras de rádio: notícia boa para animar o povo […] eu quero abrir um quadro no meu programa, todo dia, só com notícia boa”, disse Ratinho.

“É muita politicagem. O povo quer ver realidade, parabéns para o seu programa, o povo que ver notícia boa”, disse o ministro das Comunicações para Ratinho. Em outro momento, o ministro das Comunicações afirmou que não existe briga entre China e Brasil, e que é o país asiático que precisa do Brasil e não o contrário.

Fábio Faria em entrevista no Programa do Ratinho (Reprodução/Youtube/SBT)

“Muita gente diz: ‘ó, o Brasil está brigando com a China’. Ó, vou dizer um negócio: a China precisa muito mais do Brasil do que o Brasil da China, o Brasil é o único país que dá para o meio ambiente terras férteis. Estados Unidos protege a terra. Protege onde tem gelo, aqui protegemos terras férteis”, disse o ministro Fábio Faria ao fazer uma correlação entre terras férteis, desmatamento e China.

A pauta da China foi introduzida por Ratinho que, em uma relação esdrúxula entre 5G e Covid, disse que, assim como a doença, a gente “só ouve falar do 5G”, como se a Covid-19 não fosse algo real que já matou mais de 400 mil pessoas no Brasil.

O único momento em que a Covid-19 entrou na conversa foi para distorcer a posição do Brasil no ranking global da vacinação: em números absolutos, onde o tamanho da população não é considerado, o Brasil ocupa o 4º lugar; considerando o número de doses a cada 100 habitantes, o Brasil ocupa a 58ª posição.

Ratinho parabenizou o ministro e, antes de encerrar, divulgou um teste para a Covid-19: “quer ir para festa? Faz o teste antes. Se der negativo, pode ir para festa”, disse Ratinho.