Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações do GZH

Em uma edição que se mostrou histórica por motivos controversos, o Globo de Ouro 2022, realizado na noite de domingo, 9, também fez história ao premiar pela primeira vez uma atriz transexual:  Michaela Jaé “MJ” Rodriguez , que venceu a estatueta de melhor atriz em drama para TV por seu trabalho na série Pose. Meses antes, a artista já havia quebrado barreiras no Emmy como a primeira trans a ser indicada pela premiação, mas acabou não ganhando. 

Em uma live em seu perfil no Instagram, MJ falou sobre a representatividade de conquistar o Globo de Ouro. “Esta é uma porta que se abre para mim. Há tantos jovens talentosos, indivíduos prósperos, que serão capazes de trilhar um caminho… Isso é para vocês. Eu não sei quantas vezes tenho que dizer, provavelmente vou soar como um disco arranhado, não houve aceitação (da indústria)… Estou muito grata”, disse, emocionada.  

Em outra publicação na mesma rede social, a artista voltou a falar sobre a importância deste reconhecimento para outras pessoas LGBT+. “Jovens vão ver que é mais do que possível. Eles vão ver que uma jovem negra latina de Newark, New Jersey, que teve um sonho de mudar a opinião dos outros, foi COM AMOR. AMOR VENCE. Para meus jovens bebês LGBTQIA, ESTAMOS AQUI. A porta está aberta agora, alcance as estrelas”. 

A vitória histórica de MJ Rodriguez chega no momento em que a premiação está envolta em polêmicas, passando, inclusive, pela atípica “cerimônia” que consagrou os campeões. A 79ª edição do evento foi realizada sem público, sem a presença de celebridades e indicados e sem transmissão pela TV.

No último ano, a Hollywood Foreign Press Association (HFPA), associação que promove o Globo de Ouro, enfrentou uma série de boicotes após ser revelado que não havia nenhuma pessoa negra entre seus membros votantes. Juntaram-se a isso denúncias de corrupção e sexismo, que terminaram de “cancelar” da premiação entre a classe artística — Tom Cruise, por exemplo, chegou a devolver as estatuetas que havia recebido por conta do escândalo.