Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
5 de dezembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – Mais de 250 carros, segundo estimativa da Polícia Militar (PM), pararam a avenida Djalma Batista em Manaus, na tarde desta quarta-feira, 10, em protesto por mais um aumento da gasolina. O evento teve início às 14h e terminou às 17h e foi convocado por motoristas de aplicativos. Na pauta, o aumento dos combustíveis e a reivindicação por políticas públicas para a categoria.

Apesar de pacífico, o ato congestionou uma das principais vias de Manaus e causou transtornos para outros motoristas que não faziam parte do movimento de protesto. Um dos líderes da manifestação, o motorista Antônio Lima, 51, em entrevista à REVISTA CENARIUM, declarou que a luta da categoria decorre dos aumentos que estão corroendo os ganhos dos trabalhadores de aplicativo.

Conhecido como ‘ministro’, por parte dos colegas, Antônio Lima declarou à reportagem: “Estamos aqui pelo preço exagerado da gasolina e a falta de uma política do governo para a categoria”, declarou. “Entendemos que somos uma categoria que produz arrecadação para o governo, mas não temos políticas que compensem nossas perdas”, criticou.

Transporte

O integrante do movimento continuou: “A gente sabe que não podemos combater o aumento do preço da gasolina porque é uma decisão a nível nacional, mas, precisamos de políticas, de um olhar para a categoria, porque fazemos um trabalho que é essencial, trabalhamos com o transporte de pessoas”, destacou Lima.

A manifestação com direito a buzinas e palavras de ordem durou até as 17h se dispersando pouco tempo depois. De acordo com a PM não houve incidentes. Ainda segundo Antônio Lima, outros eventos não estão descartados e a categoria promete seguir pressionando contra os aumentos e pela construção de um plano para amenizar as perdas dos trabalhadores.

É o sexto aumento da gasolina e do diesel somente em 2021. As remarcações de preço estão onerando ainda mais a renda da população brasileira que já sofre com os efeitos provocados pela pandemia. Em Manaus, o preço dos combustíveis varia entre R$ 5 e R$ 5,30. Apesar de o governo federal culpar a pandemia, o fato é que a crise econômica já vinha mostrando seus efeitos bem antes do caos provocado pelo novo coronavírus.

Veja vídeo do início do protesto: