Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do Estadão

SÃO PAULO – Os Ministérios Públicos de São Paulo e do Rio de Janeiro abriram nesta quarta-feira, 7, a Operação Antivírus contra uma organização criminosa suspeita de transmitir intencionalmente o vírus HIV. Com apoio da Polícia Militar, os promotores cumpriram 12 mandados de busca e apreensão em municípios paulistas e na cidade do Rio de Janeiro

“O Clube do Carimbo chegou a contar com mais de 120 integrantes em pelo menos, quatro Estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco)”, afirma o MP de São Paulo. Os investigadores chegaram a 12 integrantes do grupo, que são alvos da operação aberta nesta quarta. A identificação foi possível a partir de dados encaminhados pelo grupo que controla o WhatsApp após ordem judicial.

O material apreendido, incluindo os aparelhos celulares dos investigados, será, agora, submetido à perícia para aprofundar a investigação sobre a exata dimensão do “Clube do Carimbo”.

A investigação, tocada em conjunto pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo CyberGaeco, identificou centenas de pessoas reunidas em grupo no WhatsApp, chamado “Clube do Carimbo”, para estimular a transmissão intencional do vírus a terceiros. Entre as estratégias sugeridas estavam a danificação de preservativos usados nas relações sexuais e a omissão da condição de portadores do vírus, segundo informou a Promotoria.