Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Jennifer Silva – Da Revista Cenarium

MANAUS – O tradicional Museu da Amazônia (Musa), localizado dentro da Reserva Florestal Adolpho Ducke, reabrirá suas portas após longo período fechado por conta da pandemia do novo coronavírus. Segundo a assessoria de comunicação do Musa, a partir de segunda-feira, 8, as visitações serão retomadas, exclusivamente por meio de agendamentos, para evitar aglomerações.

Para entrar no Musa é obrigatório o uso de máscara e calçado fechado (tênis ou bota). Atividades do nascer do Sol, Pôr do Sol e Passarinhar também precisam ser agendados.

Atividades

Inaugurado em 2009, o Museu da Amazônia está localizado dentro da Reserva Florestal Adolpho Ducke, também conhecida como o Jardim Botânico de Manaus, uma floresta primária localizada na Zona Leste da cidade. Ocupa 100 hectares da Reserva que pertence ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – Inpa.

As visitas ao Museu da Amazônia podem ser guiadas ou o visitante pode ir por conta própria, seguindo pela trilha demarcada, que passa pelo orquidário, borboletário, fungário (de fungos), exposição sobre a cultura dos povos indígenas até chegar à torre de observação.

O local possui um dos pontos mais famosos de Manaus, a torre de observação, de onde é possível ver a floresta acima da copa das árvores, possui 42 metros de altura e 242 degraus.

Torre de Observação do Musa equivale a um prédio de 14 andares (Reprodução/ Internet)

Além destes passeios, o Museu da Amazônia também oferece a observação de aves e o nascer e o pôr do Sol, que têm valores diferenciados e precisam de agendamento.

O Musa está situado na avenida Margarita, entre os bairros Jorge Teixeira e Cidade de Deus. Conheça mais do Musa nas nossas redes sociais usando @museudaamazonia.