Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
9 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações Portal Alma Preta

SÃO PAULO – Quase como um documento histórico de seu tempo, o novo clipe de Victor Cali e Gabriel Peri usa a ilustração para refletir sobre a naturalização da morte no Brasil. Feito em preto e branco e traços simples, os personagens do clipe não têm identidade: são apenas mais números para as estatísticas, são o “vai e vem de ninguém”. A animação foi coproduzida pelos desenhistas e animadores Stefany Hibrain e Ali Bark, com storytelling da artista visual Saritha Saths.

A música, com composição assinada pela dupla, se debruça sobre a dualidade da dor e do desejo. Submersos nessa esfera carnal, a única cor viva que pulsa no clipe é o vermelho do sangue. As ilustrações trazem à tona as críticas ao descaso do governo, a violência policial e a política de morte vigente no Brasil. O presidente Jair Bolsonaro é cartunizado na obra em seu gesto de armas com as mãos.

“A música foi composta nas eleições de 2018, onde os ideais fascistas foram escancarados. Contudo, a resgatamos agora porque se encaixa totalmente no atual cenário de descaso dos governantes com a pandemia. Na letra refletimos sobre quanto vale uma vida”, conta Cali.

A atmosfera do clipe conversa com a sonoridade da música em Drum & Bass. O contrabaixo é de Victor Cali e direção vocal de Peri. Juntos, suas vozes se entrelaçam na música, que também utiliza de partes orgânicas e fluidas misturadas com piano e efeitos vocálicos.

Sem intenção de suavizar, “Cada Qual” foi feita para causar incômodo e reflexão. Curta e direta, ao fim deixa a pergunta: “E onde enterram?”. A gravação ocorreu no estúdio Sigo Som, na Zona Leste de São Paulo, com os arranjos do produtor Wester Ly e direção artística de Binho Santana, a mente criativa do espaço.

Esse é o terceiro som de parceria entre Cali e Peri. Juntos, os artistas negros já lançaram o single “A(mar)” (2017)., que contou com clipe da produtora Peixe Barrigudo. Agora em 2021 lançaram uma versão intimista e acústica de “Deixa as águas rolarem”, com uma ilustração de capa por Naya Art, desenhista paulistana.

(Reprodução/Youtube)

Sobre os músicos

Cali é cantor, compositor e intérprete de Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. Dono de uma voz versátil, caminha entre composições sensíveis com métricas bem trabalhadas e misturas rítmicas do Rap ao Jazz passando pelo Blues e o Rock. Como produtor, também é cocriador do canal Peixe Barrigudo, onde já gravou com nomes da nova música brasileira, tais como Luedji Luna, Tuyo, Nina Oliveira, Dory Oliveira, Leandro Léo, Jota Pê, Gabriel Peri, Guilherme Papini e diversos outros artistas da nova cena independente.

Peri é formado em canto popular pela Etec de artes, lançou em agosto de 2019 seu primeiro single “Visitante” com videoclipe que alcançou mais de 100 mil visualizações em seu canal no Youtube, além dos lançamentos nos canais musicais MTV, Multishow, Music Box Brazil e BIS. Em seus últimos trabalhos, tem buscado misturar referências clássicas da MPB com o frescor da nova geração de músicos brasileiros.