Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Dos 144 agentes da Força Nacional que vão atuar em Manaus e em cidades que registraram ataques criminosos, 45 começaram a atuar na manhã desta quinta-feira, 10, em operações policiais. Durante 30 dias os agentes vão intensificar o patrulhamento ostensivo na capital, depois de atos, onde ônibus, carros, agências bancárias e monumentos públicos foram alvos de ataques.

De acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), os militares atuarão em “atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio”, por 30 dias, a contar dessa terça-feira, 8, data de publicação do documento. As ações serão em caráter episódico e planejado. O documento diz ainda que a operação terá o apoio logístico do governo amazonense, que deverá dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional de Segurança Pública. “O contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela diretoria da Força Nacional”, diz a portaria.

Investigações

Segundo o governador Wilson Lima, atos dessa magnitude foram registrados pela primeira vez na capital e no interior, mas a Força de Segurança está dando as respostas para a população e prendendo os envolvidos nos atos.

“As nossas ações têm dado resultados positivos, mais de 40 pessoas foram presas suspeitas de estarem envolvidas nos ataques na capital e interior. Há outras diligências em andamento. Esse evento que aconteceu é um evento excepcional, nós ainda não tínhamos passado por algo parecido. O combate ao tráfico de drogas e a esses atos ilícitos tem sido constante, mas é a primeira vez que estamos vendo uma reação dessa natureza e estamos dando a resposta à sociedade com a prisão dos envolvidos”, disse o governador.

O secretário Louismar Bonates informou que não pode dizer ainda que a situação está normalizada. “Nós estamos no momento de calma. O nosso trabalho voltou ao normal em termos de policiamento ostensivo, mas o clima de normalidade nós só podemos garantir daqui a uns dias com esse apoio da Força Nacional”, informou.

Ataques em Manaus

Durante o final de semana, criminosos iniciaram uma série de ataques a prédios públicos em Manaus, entre eles uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Os suspeitos também atiraram contra a sede do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e incendiaram ao menos um caixa eletrônico na capital amazonense.

Novos ataques aconteceram na madrugada de domingo, quando, ao menos, 14 ônibus, duas viaturas policiais, um estabelecimento comercial e um transformador de energia elétrica foram incendiados na capital amazonense. Prédios públicos e veículos foram depredados em outros municípios.