Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
20 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Priscilla Peixoto – Da Cenarium

MANAUS – A busca pelo pescador Elias Araújo, desaparecido na tarde da última sexta-feira, 15, no município de Novo Airão, distante 194 quilômetros de Manaus, continua. O homem estava em companhia de outro pescador, Roberto José, na região do rio Apuaú, quando foram atacados por supostos piratas que atuam naquela localidade. A polícia suspeita do envolvimento de traficantes na ação.

De acordo com o responsável pela delegacia do município, Renato Simões, a equipe continua empenhada na busca do pescador. “As buscas continuam, o trabalho é em conjunto entre Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil”, afirmou o delegado à CENARIUM.

A informação repassada pela autoridade policial contraria o que foi publicado por alguns sites de notícias locais, de que somente o corpo de Elias teria sido encontrado após ser degolado pelos “piratas dos rios”. “Até agora nenhum corpo foi encontrado e outro está no hospital. Estamos aguardando ele receber alta para ouvi-lo”, explicou o delegado, informando ainda que a família do desaparecido contribui nas buscas in loco.

Delegacia de Novo Airão (Reprodução/SSP-AM)

Relatos e ações

Ainda de acordo com informações publicadas em sites de notícias, o colega de Elias, Roberto José, só teria escapado porque conseguiu nadar e se esconder em uma área de mata próximo ao local do ataque. Roberto foi encontrado por moradores da região que auxiliaram as equipes responsáveis pela busca das vítimas.

O pescador foi encaminhado, com diversos ferimentos, ao hospital da cidade de Novo Airão e, assim que tiver alta, será ouvido pela Polícia Civil. De acordo com a polícia, há suspeitas de que os pescadores tenham sido vítimas de traficantes que atuam em bases próximas ao local, o que facilita os ataques aos pescadores.

O comando do 6º Grupamento Militar declarou que Polícia Militar e as forças de segurança do município têm empenhado esforços nas atividades voltadas à segurança cotidiana da cidade. A CENARIUM entrou em contato com familiares de Elias Araújo, mas, até a publicação desta matéria, não obtivemos retorno.