Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – No interior do Amazonas, o município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus) realiza, neste domingo, 5, as eleições suplementares que decidem os novos gestores que vão comandar a cidade pelos próximos três anos. Os candidatos a prefeito e vice-prefeito, respectivamente, que concorrem no pleito de 2021 são Robson Tiradentes Jr (PSC) e Coronel Norte (Podemos); Keitton Pinheiro (Progressistas) e Edilson Lima (Republicanos); Zé Henrique (PL) e Manoel Orlando (Avante); e Mil Mitouso (PSB) e Professora Dilene (PSB).

Eleições suplementares em Coari têm quatro candidatos a prefeito e a vice. (Arte: Isabelle Chaves/Revista Cenarium)

A nova disputa eleitoral em Coari ocorre após a cassação do mandato de Adail Filho (Progressistas), em uma decisão unânime do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). A Corte Eleitoral entendeu que Adail, prefeito reeleito em 2020, estaria indo para um terceiro mandato consecutivo do mesmo núcleo familiar, já que o pai dele, Adail Pinheiro, já havia sido prefeito de 2012 a 2016, mesmo tendo sido cassado em 2015, após casos de corrupção e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Veja também: TRE-AM confirma novas eleições para dezembro em Coari, no AM, após cassação de Adail Filho

A Lei Seca em Coari entrou em vigor na noite de sábado, 4, às 18h, e permanece até a meia-noite deste domingo, dia do pleito. Para as eleições suplementares, o município terá 21 locais de votação na zona urbana e 22 na zona rural. No total, a cidade tem 44 mil de 51 mil eleitores com a situação regular para votar.

Reforço

Para auxiliar na logística e garantir a segurança do pleito, o município conta com uma segurança intensificada. Na segunda-feira, 29, o presidente Bolsonaro autorizou o uso de oficiais das Forças Armadas nas eleições em Coari. O decreto foi realizado a pedido do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso.

Na tarde de sexta-feira, 3, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) ativou o Sistema Integrado de Comando e Controle (SICC) para reforçar a segurança durante a eleição suplementar no município e garantir o policiamento das polícias Militar e Civil.

De acordo com o secretário da SSP-AM, general Carlos Alberto Mansur, mais de 400 agentes da segurança pública estão concentrados no município para manterem a ordem durante o pleito. A eleição também é acompanhada pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM). “O objetivo é justamente a manutenção da ordem, para que não aconteça nenhuma ocorrência ligada à parte eleitoral. A missão da equipe de Coari é acompanhar a votação in loco”, explicou o general Mansur.