No Nordeste, ministro da Saúde xinga espectadores de evento de ‘covardes’ após ser vaiado

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante cerimônia no Palácio do Planalto. (Adriano Machado/ Reuters)
Com informações da Folha de S. Paulo

SÃO PAULO – Marcelo Queiroga, ministro da Saúde de Jair Bolsonaro (PL), foi vaiado ao realizar a abertura de congresso em Aracaju, capital de Sergipe, nessa quinta-feira, 3. Queiroga é um dos convidados do 8º Congresso Norte/Nordeste de Secretarias Municipais de Saúde, evento que reúne secretários de Saúde de todo o País.

Segundo relatos de presentes ao Painel, Queiroga foi vaiado ao chegar e retrucou, o que fez com que as vaias se tornassem ainda mais intensas. Diversas pessoas deixaram o auditório do Centro de Convenções de Aracaju durante a fala do ministro de Jair Bolsonaro (PL).

Nos vídeos obtidos pela coluna, o ministro chama os presentes de “covardes”, diz que só sabem fazer bagunça e que ele não tem medo.

PUBLICIDADE
(Reprodução)

Queiroga dirigiu críticas ao Consórcio Nordeste, iniciativa dos governos do Nordeste para elaborar estratégias de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

Disseram que iam comprar respirador. Não compraram nenhum. Zero. É assim que vocês querem unir o Brasil? Vocês vão ter a resposta em breve“, disse o ministro enquanto era vaiado.

Ele ainda fez críticas à Venezuela, País que é alvo frequente do discurso bolsonarista, dizendo que aqueles que o vaiavam deveriam conhecer o Projeto Acolhida, em Roraima, destinado a receber imigrantes da nação vizinha.

Ele saiu do palco acompanhado de seguranças e acenou com as mãos de maneira irônica em direção às pessoas que o vaiavam. O evento foi encerrado mais cedo devido ao clima de animosidade, afirmaram alguns dos presentes ao Painel.

PUBLICIDADE

O que você achou deste conteúdo?

Compartilhe:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.