Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
24 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações do Infoglobo

MANAUS – Nem todos os famosos se sentem confortáveis em falar sobre sua sexualidade em público. Para alguns, o assunto é bem natural e faz parte do dia a dia, mas outros preferem manter o assunto em uma esfera mais privada. Por isso, quando resolvem falar abertamente sobre a orientação sexual, a novidade se torna um acontecimento.

Em 2021, a bissexualidade foi algo bastante comentado e muitas celebridades se sentiram prontas para assumir que não têm preferência entre homens e mulheres. Veja, abaixo, uma lista de famosos que aproveitaram o ano para levantar a bandeira Bi:

Luísa Sonza

Recentemente, após publicar o clipe de “Tentação”, no qual troca beijos com a cantora Carol Biazin, Luísa Sonza assumiu publicamente sua bissexualidade. Em entrevista ao GLOBO, ela falou sobre o processo, que foi natural, de contar sobre sua orientação sexual ao público:

“Ainda é um assunto delicado, por vários motivos. Tenho muito cuidado ao falar disso por não estar na linha de frente, vivendo essa luta diariamente. Estou num relacionamento hétero [na época, ela namorava o cantor Vitão], mas sou 100% bissexual, tenho certeza absoluta disso, sinto atração por mulher e homem desde criança. Resolvi falar porque notei que isso estava aparecendo em todas as minhas músicas, principalmente quando estive solteira, e vi que estava me privando de tanta coisa que era natural para mim. Mas ainda estou digerindo isso como pessoa pública”, confessou.

Jão

Foi em entrevista à própria Luísa Sonza, no programa “Prazer, Luísa”, em agosto, que o cantor Jão falou pela primeira vez sobre sua sexualidade. Segundo ele, os fãs já sabiam, porque era algo que ele sempre deixou explícito nas obras artísticas, apesar de não falar sobre o assunto. Quando a artista perguntou como ele se sentia em relação aos rótulos em que ele era colocado, Jão respondeu:

“Acho que as pessoas subestimam um pouco a minha inteligência e a forma como eu me posiciono. Dizem que eu tenho medo de falar sobre minha sexualidade, mas isso nunca foi uma questão para mim. Todo mundo sabe que já namorei meninos. Todo mundo sabe que já namorei meninas. Talvez as pessoas não saibam porque não me acompanham o suficiente”, esclareceu.

Aline Wirley

A ex-rouge Aline Wirley é casada com o ator Igor Rickli, que interpretou o vilão Alberto de “Flor do Caribe”, com quem tem um filho de sete anos, Antônio. Entretanto, viver um relacionamento heterossexual não a impede de também gostar de meninas. Ela assumiu a bissexualidade pela primeira vez, publicamente, no “QuintaPod”, o podcast de Kelly Key. Ela contou que já viveu uma história de amor com uma mulher.

“Sou bissexual. Nunca falei isso para ninguém, você está sendo a primeira pessoa. Me descobri. Um dia olhei para uma mulher e fiquei: ‘ué?’. Na verdade, foi um amor por aquela pessoa que brotou. Vivi uma história de amor muito linda com ela. Foi há muitos anos”, contou Aline no podcast. Para ela, hoje é mais possível ter esse tipo de conversa do que há alguns anos.

Kéfera

A atriz Kéfera Buchmann, de 28 anos, revelou ser bissexual em conversa com os fãs nas redes sociais. Posteriormente, a youtuber agradeceu as mensagens que recebeu após a revelação. “Obrigada por todas as mensagens. Tô meio com frio na barriga, mas, também, aliviada…”, escreveu a curitibana no Twitter.

Kéfera aproveitou para postar um vídeo brincando sobre comentários que a caracterizavam como lésbica. Nele, ela diz que o “B” da sigla LGBTQIA+ não é de Beyónce.

Lucas Penteado

No começo do ano, o BBB 21 mostrou o primeiro beijo entre dois homens na história do reality: o ator e ex-Malhação Lucas Penteado assumiu a bissexualidade no confinamento e deu um beijão em Gil do Vigor, que ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter.

A primeira experiência com um menino foi vivida por Penteado ainda nos tempos de colégio, quando beijou um amigo na sexta série e foi suspenso da escola. Ele falou sobre o assunto em entrevista ao Estadão:

“É uma questão delicada pra mim, enquanto da periferia, falar sobre a minha sexualidade. Infelizmente, na favela, o patriarcado está enraizado no ensino de pai para filho, é geracional. Pensei que eu era errado, pesquisei num site religioso e vi que ‘não era coisa de Deus’. Então, depois, eu só não falava sobre o assunto, mas me relacionava com quem eu queria”, relatou.

Dayane Mello

Quem também assumiu bissexualidade durante o Big Brother (e também teve um crush em colega de confinamento) foi a modelo Dayane Mello, porém, na edição italiana de 2021, chamada Gran Fratello.

Ela confessou que estava apaixonada pela sister Rosalinda, mas a brasileira foi chamada de falsa e acusada pelos brothers de fingir a situação. Stefania, uma das participantes do jogo, disse que “é tudo falsidade”. Dayane chegou a dizer no programa que “já experimentou o amor com um homem e uma mulher” no passado. Ela foi finalista do programa, mas o romance com Rosalinda ficou apenas na amizade.

Sérgio Mamberti

Antes de falecer os 82 anos em setembro, ainda este ano o ator Sérgio Mamberti revelou que não se sentia bem com rótulos sobre a sexualidade em entrevista ao site Notícias da TV, quando divulgava, em abril, o lançamento do livro autobiográfico “Sérgio Mamberti: Senhor do Meu Tempo”,

“Eu sempre falo com muita delicadeza desses temas. Mas num livro como esse, que é tão pessoal, eu não posso deixar de falar disso. Foram experiências muito profundas. Tanto que ouvi por parte da imprensa, comentários dizendo: ‘Olha, o Mamberti é bissexual’. Não me sinto bem com esses rótulos para mim. Na verdade, são encontros. Eu prefiro chamar de encontros, não importa qual é o gênero”, disse o dramaturgo.

MC Loma

A funkeira MC Loma revelou em entrevista a Matheus Massafera que já ficou com o surfista Flávio Nakagima, o Nakka, e a influenciadora Gabi Prado. A dona do hit “Envolvimento”, de 18 anos, revelou sempre ter tido muita admiração pela modelo.

Felipe Heiderich

O ex-pastor Felipe Heiderich assumiu o namoro com o youtuber Bruno de Simone depois de abrir mão do título eclesiástico. Em entrevista ao jornal O Dia, ele falou sobre a reação da família.

“Então, minha família é da roça, cristã e de uma cidade muito pequena no interior. Contei pra eles essa semana. Dizer que foi fácil é mentira. Ainda existe o conceito do pecado, essas coisas. Meus irmãos foram tranquilos. Diante de tudo o que passei, eles só querem me ver feliz. Minha mãe acho que ainda está em choque. Mas uma mãe que resgata um filho do hospício e sofre com ele 3 anos para mostrar sua inocência, eu creio que em breve ela também vai conseguir digerir tudo isso. É difícil para ela, mas não tenho dúvidas que ela me ama e quer me ver feliz”, revelou o autor literário.