Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
15 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – No Abril Marrom, mês da campanha de alusão à prevenção e ao combate à cegueira, oftalmologistas alertam sobre as principais causas que podem levar à enfermidade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 2,2 bilhões de pessoas têm alguma forma de deficiência visual e 39 milhões têm cegueira. Especialistas em visão explicam que atos simples podem evitar problemas oculares.

De acordo com o médico oftalmologista Swammy Mitozo, gerente clínico da Policlínica Codajás, as principais doenças que causam cegueira são a catarata, o glaucoma, a retinopatia diabética e a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

“O importante é que as pessoas procurem a consulta com o médico oftalmologista, pelo menos uma vez ao ano, não importa a idade. Mesmo na infância, é importante fazer o acompanhamento com um especialista”, salientou Mitozo.

Swammy Mitozo é gerente clínico da Policlínica Codajás (Arquivo Pessoal/Reprodução)

O médico oftalmologista, Aléx Sá, do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, em Manaus, afirmou que a principal causa de cegueira no mundo é a catarata, que é o embaçamento de uma lente do globo ocular, chamada de cristalino, que provoca perda progressiva e indolor da visão.

“Com o sol, com o tempo e algumas doenças metabólicas, como diabetes e outras alterações, ela [a lente] pode ficar opaca [escura]. É a principal causa de cegueira no mundo, porém é uma cegueira reversível. A segunda principal causa de cegueira no mundo chama-se glaucoma, que é a segunda causa de cegueira geral e a primeira causa de cegueira irreversível”, avalia o especialista.

De acordo com o médico oftalmologista, Aléx Sá, a principal causa de cegueira no mundo é a catarata (Arquivo pessoal/Reprodução)

O glaucoma é uma doença crônica e degenerativa do nervo óptico que, segundo Alex Sá, tem como principal causa o fator genético e a pressão intraocular. Segundo uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, quatro em cada dez pessoas não sabem o que é a enfermidade. O levantamento do estudo “Um olhar para o glaucoma no Brasil” mostra que o índice chega a 53% entre jovens com idade entre 18 a 24 anos e a 71% entre adultos com 55 anos ou mais.

Em todo o mundo, cerca de 2,2 bilhões de pessoas têm deficiência visual, conforme o primeiro relatório mundial sobre visão publicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em outubro de 2019. Desse total, pelo menos 1 bilhão apresentam deficiência visual que poderia ter sido evitada ou que ainda não foi corrigida.

Prevenção

Atos simples no dia a dia, segundo os especialistas, podem prevenir doenças oculares, como evitar ficar à frente do computador durante muito tempo. A exposição à tela luminosa do aparelho pode ressecar os olhos e provocar dores de cabeça.

“Ficar muito tempo na frente de computador não é recomendado. É importante de que se faça pequenas pausas de cerca de dois a três minutos para que você diminua a fadiga ocular, que é caracterizada por embasamento, coceira, dificuldade para enxergar”, explicou o oftalmologista Swammy Mitozo.

Segundo ele, a partir dos 40 anos é comum as pessoas terem dificuldade de enxergarem para perto, condição chama de presbiopia ou “vista cansada”, que é associada ao envelhecimento. “É muito comum a partir dos 40 anos de idade e é progressiva, ou seja, quanto mais idade você vai tendo, maior a dificuldade de enxergar para perto”, frisou.

“Se você tem problema de visão, é importante que você procure com um médico oftalmologista, que é o especialista na visão. Ele é capaz de detectar as principais doenças na visão e iniciar o tratamento precoce”, salientou Swammy Mitozo.

Alimentação de comidas saudáveis também pode ajudar a retardar ou atenuar problemas com a visão (Herick Pereira/Secom)

A alimentação de comidas saudáveis, como cenoura, folhas verdes, ovos e frutas vermelhas e cítricas também pode ajudar a retardar ou atenuar problemas com a visão. Além disso, de acordo com Alex Sá, a recomendação para quem se expõe diariamente ao sol é o uso de óculos escuros.

“A radiação ultravioleta é um fator importante de causa de cegueira, por exemplo, da catarata. Outra recomendação é evitar usar medicação sem a indicação de um oftalmologista. O uso de um colírio de corticoide pode ocasionar o aumento da pressão intraocular e catarata”, ressaltou o oftalmologista.

Refração

As condições adversas à visão chamadas de “Erros de Refração” são quatro: a miopia, o astigmatismo, hipermetropia, e presbiopia, patologias que ocorrem quando a luz não chega com nitidez à retina.

“Para quem tem miopia, problemas que precisam usar óculos, geralmente a estabilização acontece aos 18 anos de idade. Usar ou não usar óculos não vai fazer com que o seu grau regrida, mas na verdade, faz com que você tenha mais qualidade de vida”, finalizou o oftalmologista Alex Sá.