Oito vereadores não compareceram à primeira sessão na CMM e três foram embora antes do término

Maria Fernanda Carmim – Da Revista Cenarium

MANAUS — Dos 41 vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM), apenas 30 estiveram presentes durante toda a sessão desta segunda-feira, 7. O tema do dia era polêmico e foi debatido mesmo com a ausência de quase um terço dos parlamentares: o “Cotão”.

A maioria ainda é a favor e se justificou explicando o motivo dos gastos durante o trabalho como vereador. Porém, mesmo com o assunto em voga, para quem acompanhava a sessão, o vazio das cadeiras era notável.

Dentre os faltosos estão: Allan Campelo (PSC), Dione Carvalho (Patriota), Dr. Eduardo Assis (Avante), Elan Alencar (Pros), Fransuá (PV), Jaildo Oliveira (PCdoB), Joelson Silva (Patriota), Sandro Maia (DEM).

Jander Lobato (PTB), Everton Assis (PSL) e Yomara Lins são os parlamentares que se ausentaram antes do término da sessão.

Vereadores presentes, como Rodrigo Guedes (PSC), criticaram a sessão virtual, que pode estar entre os motivos para tantas ausências.

“É a pouca-vergonha da sessão virtual, que continua na CMM. Todos os trabalhadores do Brasil trabalhando regularmente, menos a elite política. Para mensagem do prefeito tinha 300 pessoas lá”, argumentou o vereador em entrevista à REVISTA CENARIUM

De outro lado, o vereador Wallace Oliveira (PROS) classificou a sessão desta segunda-feira, 7, como um “quórum extremamente elevado, tanto presencial, como remoto”. O vereador ainda destacou que 22 vereadores se pronunciaram, enquanto o regimento estabelece pelo menos 15. “Além da ordem do dia, que foi extremamente produtiva, com vários projetos deliberados e discutidos.”

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO