Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de julho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml
Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – A Delegacia Especializada em proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) deflagrou nesta sexta-feira, 16, a Operação “Acalento” que cumpriu dois mandados de prisão contra acusados de cometerem o crime de estupro de vulnerável. A operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) com o objetivo de combater crimes de violência contra crianças e adolescentes nos 26 Estados e no Distrito Federal que teve início no dia 6 de junho.

De acordo com a titular da Depca, Joyce Coelho, um dos alvos foi um idoso de 61 anos, ele foi preso na rua Garça Real, no bairro São José, na zona Leste, pelo estupro de vulnerável de duas meninas, sendo uma de dez e a outra de 11 anos de idade, ocorrido em 2011.

“Na época dos fatos, as vítimas eram enteadas dele e cometia os atos libidinosos contra elas em diversas ocasiões, tendo em vista que convivia com as meninas. Em uma das situações, o homem foi flagrado abusando de uma das crianças por um familiar. Ele foi condenado há 14 anos por esse crime, está na Depca e ainda hoje será encaminhado ao sistema prisional”, explicou a delegada.

O outro mandado foi cumprido contra um homem de 51 anos que foi preso pelo estupro de um menino de seis anos, no ano de 2003, no Conjunto Amadeu Botelho, bairro Cidade Nova, zona Norte. Segundo a polícia, ele cometeu o ato enquanto a criança estava no banheiro.

“Na época do crime, a mãe do menino tinha um comércio e o homem aproveitou do momento em que a criança foi ao banheiro para cometer a violência. Ele já responde por outros crimes como: tráfico de drogas, ameaça, lesão corporal e estupro de vulnerável. Por conta desse crime contra o menino, ele foi condenado a 22 anos de reclusão”, informou a delegada.

Balanço

Durante um mês de operação no Amazonas, as ações resultaram em 515 atos preventivos, 287 procedimentos policiais, 38 prisões e apreensões e 33 mandados cumpridos, destes 17 são de prisões e 13 de medidas protetivas.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), as Polícias Civis dos 26 Estados e do Distrito Federal deflagrou, nesta sexta-feira, 16, a Operação Acalento com o objetivo de combater crimes de violência contra crianças e adolescentes no País.

A operação inédita ocorre em 1.047 municípios desde o dia 4 de junho e o “Dia D” acontece hoje, quando estão sendo cumpridos 374 mandados de prisão. Segundo o MJSP, a ação já contou, durante esse período, com a participação de quase 6.400 agentes da Polícia Civil de todos os Estados e do Distrito Federal.