Operação de fiscalização no Mato Grosso apreende madeireiros em terra indígena

Com informações da assessoria

MATO GROSSO – Seis madeireiros e equipamentos utilizados na extração ilegal de madeira próxima à aldeia Panorama, território Xavante, foram apreendidos na Operação Madeira de Lei na Terra Indígena Parabubure nos dias 2 e 3 de abril. A operação foi realizada pela Fundação Nacional do Índio (Funai) em parceria com o Exército e a Polícia Militar do Estado do Mato Grosso.

Entre os equipamentos estão um caminhão, um trator, duas motocicletas, uma motosserra e um revólver calibre 22. Dos seis madeireiros apreendidos, um foi recolhido para o presídio de Água Boa, no Mato Grosso, por porte ilegal de arma e os outros cinco assinaram um termo circunstanciado e em seguida foram liberados. No local da fiscalização as equipes também encontraram madeira serrada e preparada o transporte. Toda a madeira será destinada à construção de infraestrutura para as comunidades indígenas, como pontes e casas. 

De acordo com o coordenador regional da Funai, Álvaro Luís de Carvalho, a Operação Madeira de Lei vai prosseguir porque há mais denúncias sobre a ocorrência de extração ilegal de madeira em outras áreas da Terra Indígena Parabubure.

“Portanto, a presença ativa da Coordenação Regional Xavante no combate a ilícitos ambientais tem por finalidade causar prejuízos financeiros aos madeireiros presentes na região, para que essa prática não se torne tão lucrativa e, desse modo, desestimule a atividade madeireira ilegal”, completa Álvaro Luís. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO