Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações da assessoria

MATO GROSSO – Seis madeireiros e equipamentos utilizados na extração ilegal de madeira próxima à aldeia Panorama, território Xavante, foram apreendidos na Operação Madeira de Lei na Terra Indígena Parabubure nos dias 2 e 3 de abril. A operação foi realizada pela Fundação Nacional do Índio (Funai) em parceria com o Exército e a Polícia Militar do Estado do Mato Grosso.

Entre os equipamentos estão um caminhão, um trator, duas motocicletas, uma motosserra e um revólver calibre 22. Dos seis madeireiros apreendidos, um foi recolhido para o presídio de Água Boa, no Mato Grosso, por porte ilegal de arma e os outros cinco assinaram um termo circunstanciado e em seguida foram liberados. No local da fiscalização as equipes também encontraram madeira serrada e preparada o transporte. Toda a madeira será destinada à construção de infraestrutura para as comunidades indígenas, como pontes e casas. 

De acordo com o coordenador regional da Funai, Álvaro Luís de Carvalho, a Operação Madeira de Lei vai prosseguir porque há mais denúncias sobre a ocorrência de extração ilegal de madeira em outras áreas da Terra Indígena Parabubure.

“Portanto, a presença ativa da Coordenação Regional Xavante no combate a ilícitos ambientais tem por finalidade causar prejuízos financeiros aos madeireiros presentes na região, para que essa prática não se torne tão lucrativa e, desse modo, desestimule a atividade madeireira ilegal”, completa Álvaro Luís.