Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), lançou, nesta segunda-feira (8), a Operação Enchente 2021. As ações deste ano estão voltadas aos municípios afetados pela cheia dos rios Juruá, Purus e Madeira, onde vivem aproximadamente 130 mil famílias. O investimento está na ordem de R$ 67 milhões de reais em atos como ajuda humanitária, crédito e anistia de dívidas, apoio aos agricultores afetados pela cheia, instalação de abrigos e estações de tratamento de água.

Dos 19 municípios-alvo da operação, seis já decretaram Situação de Emergência ou Estado de Calamidade Pública, todos já homologados pelo Estado. Os municípios são Guajará, Ipixuna, Eirunepé e Envira, na calha do Juruá, e Boca do Acre e Pauini, na calha do Purus. A situação mais crítica é em Boca do Acre (distante a 1.557 quilômetros de Manaus) onde mais de 17 mil famílias estão desabrigadas.

“Nós estamos trabalhando com a previsão de que 50 municípios do Estado do Amazonas sejam atingidos pela enchente neste ano. Estão atingidas, inicialmente, as calhas do Purus e do Juruá. Na sequência deve ser a calha do Madeira, inclusive, praticamente todos os municípios dessa calha estão em estado de alerta”, explicou o governador Wilson Lima, sobre as ações que serão feitas no Estado para atender aos municípios atingidos.

A ajuda humanitária engloba a doação de cestas básicas e kits para higiene, limpeza e dormitório, este último em duas versões: um deles disponibiliza colchão, travesseiro e roupa de cama e outro a doação de redes. Segundo a programação da Defesa Civil, as entregas acontecerão nos meses de março e abril. Os municípios também receberão estruturas modulares para montagem de barracas.

Foram instaladas seis Estações de Tratamento de Água Móvel (Etam), sendo três em Boca do Acre e três em Envira. Outras quatro serão instaladas nos próximos dias. Para essas ações, o investimento é de R$ 10 milhões, e serão atendidos os municípios atingidos nas calhas do Juruá, Madeira e Purus, segundo estimativa da Defesa Civil.

Kits do programa “Merenda em Casa”, que levam alimentos da merenda escolar para estudantes da rede estadual de ensino também serão entregues pela Secretaria de Estado da Educação e Desporto. Instalações da secretaria de todo o Estado irão funcionar como abrigo para as famílias que necessitarem.

Vacinação Covid-19

Segundo o governador Wilson Lima, o AM dará o suporte, quando necessário, para que os municípios não precisem suspender a vacinação contra a Covid-19.

“A orientação que estamos repassando para os prefeitos é que, apesar dessa dificuldade, apesar da subida das águas, que a vacinação não pare. E o Estado está se colocando à disposição para ajudar na logística, para que os vacinadores possam chegar aos locais onde há maior dificuldade”, ressaltou Lima.