Operação Marina: Polícia Civil do Amazonas apreende 1 tonelada de cocaína avaliada em R$ 17 milhões

Com informações da Polícia Civil

MANAUS – A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), deflagrou, na quarta-feira, 22, por volta das 14h, a operação policial que resultou na apreensão de 1 tonelada de cocaína avaliada em R$ 17 milhões, e prendeu, em flagrante, Jociclei Chota Caldas, 41, pelo crime de tráfico de drogas.

A ação ocorreu na rodovia estadual AM-070, quilômetro 59, Comunidade do Janauacá, zona rural do município de Careiro Castanho (distante 88 quilômetros de Manaus), e contou com apoio do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteiras e Divisas (GCI-F), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), da PC-AM, e da Companhia de Operações Especiais (COE), da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM).

(Divulgação/PC-AM)

Durante a coletiva de imprensa, realizada na sede da Delegacia-Geral, Avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, estiveram presentes o delegado-geral adjunto da PC-AM, Bruno Fraga; a diretora e o diretor-adjunto do Denarc, delegada Tamara Albano e delegado Antônio Rondon; o delegado Juan Valério, coordenador da Core; o comandante do Comando de Policiamento Especializado (CPE), Coronel Klinger Paiva e o comandante da Companhia de Operações Especiais (COE), Capitão Szezypior Neto, da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM).

O delegado-geral adjunto destacou o resultado do trabalho exercido pelos policiais civis envolvidos na operação. “É uma honra apresentar esta ação exitosa do Denarc, que tirou de circulação uma grande quantidade de drogas, bem como o indivíduo apontado como transportador do material, garantindo o bem-estar e a segurança da nossa população”, ressaltou Bruno.

(Divulgação/PC-AM)

De acordo com a delegada Tamara Albano, as investigações em torno deste caso duraram, aproximadamente, seis meses e, neste período, foi identificada uma rota de comercialização oriunda do município de Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus), com destino a Tefé (a 523 quilômetros da capital), dentre outros municípios do Brasil.

“Ainda no decorrer das investigações, tomamos conhecimento de que Jociclei já teria sido preso no ano de 2017, pelo Denarc, por manter em depósito com cerca de 600 quilos de cocaína. Com base nas informações de que ele fazia o transporte de drogas, iniciamos as diligências para localizá-lo, bem como um possível material que estaria em sua posse”, falou.

O delegado Antônio Rondon explicou que o material foi encontrado após as equipes abordarem Jociclei na Ponte do Rio Negro e o questionarem acerca da localização das drogas. “Ele informou onde os entorpecentes estavam, ocasião em que nos deslocamos à Comunidade do Janauacá e encontramos e apreendemos as drogas, gerando um prejuízo significativo para o crime organizado”, disse o delegado.

O delegado Juan Valério esclareceu, ainda, que a Core prestou apoio operacional às equipes do Denarc, nas buscas pelos entorpecentes, como acompanhando o alvo envolvido na prática e analisando as informações necessárias para auxiliar na ação.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO