24 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Com informações do G1

AMAPÁ – A Eletronorte declarou nesta quarta-feira, 18, que geradores termelétricos — movidos à combustível — devem começar a funcionar no sábado, 21. A previsão do governo federal é que a integração de 45 megawatts ao sistema leve energia para os 13 dos 16 municípios do Amapá que foram afetados por novo apagão. Assim, o serviço pode ser normalizado, mesmo que provisoriamente.

Os geradores vão garantir o abastecimento até que os transformadores da principal subestação do estado voltem a funcionar. E, depois, vão ficar de retaguarda, para evitar novos blecautes.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), que aguarda a ativação dos equipamentos para distribuir essa energia, adiantou que o rodízio será suspenso, mas ainda vão ocorrer interrupções em horários de pico. O diretor pediu paciência aos clientes. “Ela [CEA] tem uma fragilidade, ela é real, mas ela tem feito um esforço. Preciso que o consumidor tenha paciência”, disse.

As falhas no fornecimento de energia elétrica chegaram ao 16º dia nesta quarta-feira, um dia após o estado enfrentar um segundo blecaute. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) acredita que o novo apagão possa ter ocorrido no momento da “energização” de uma linha de transmissão.

A crise energética começou após um incêndio na principal subestação do estado, no dia 3 de novembro. As causas ainda são apuradas. Com a interrupção do fornecimento, o estado ficou completamente “no escuro” por 4 dias e, em 7 de novembro, começou o rodízio de energia para 89% do estado; que agora é de de 3 em 3 horas e de 4 em 4 horas.

Chegada dos geradores

Os geradores de energia começaram a chegar ao Amapá na segunda-feira, 16, — os 10 últimos chegam na quinta-feira, 19, — e, ao longo da semana, passam por um processo de instalação para que, então, entrem em operação. Os parques energéticos foram montados em na Subestação Santa Rita, em Macapá, e na Subestação Santana.

“O processo nosso foi montado e está sendo executado para que até sábado entre em operação esses 45 megawatts contratados. Com isso, a gente restabelece a normalidade no fornecimento de energia no Amapá. A gente restabelece o atendimento pra trazer a normalidade pra sociedade enquanto outras ações estão em andamento para dar segurança energética no estado”, afirmou o diretor de Operações da Eletronorte, Antônio Pardauil.

Os equipamentos, assim como os combustíveis para funcionamento deles, foram contratados pelo governo federal, a partir da liberação de R$ 21,6 milhões.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.