Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais
Com informações do Reuters

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, anunciou nesta quinta-feira (22) que a nova meta ambiental do país é reduzir em 46% as emissões de carbono até 2030, respondendo à pressão dos Estados Unidos e de ambientalistas que consideravam a meta anterior, de 26%, pouco ambiciosa.

Suga disse que atingir a nova meta para 2030 não será uma tarefa fácil, mas afirmou que instruirá os ministros a acelerar os planos sobre as respostas às mudanças climáticas, e que o governo “continuaria tentando um corte ainda maior de 50%” em relação aos níveis registrados em 2013.

No fim do ano passado, o governo japonês se alinhou a outros países e estabeleceu uma meta de neutralidade de carbono até 2050. Enquanto tenta revisar sua política de geração de energia com o objetivo de reduzir o uso de combustíveis fósseis na matriz elétrica, o Japão enfrenta críticas por manter sua base no carvão, devido à lenta reinicialização dos reatores após o desastre nuclear de Fukushima, em 2011.

Suga é uma das 40 lideranças convidadas pelo presidente americano, Joe Biden, para a Cúpula de Líderes sobre o Clima, evento virtual de dois dias em que os países discutirão suas metas de cooperação internacional no enfrentamento às mudanças climáticas. (Reuters)

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.