Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
21 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações do Infoglobo

MANAUS – Figura histórica do samba, Paulo da Portela virou desenho animado para protagonizar o curta-metragem “Senhor do trem”, que faz uma homenagem à Velha Guarda da Azul e Branco. A animação traz as memórias da resistência da cultura negra no Brasil e celebra ainda outros grandes nomes do samba, como Monarco, líder e o mais antigo integrante da Velha Guarda; Tia Surica, que desfila pela Portela desde os 4 anos de idade; e Marquinhos do Pandeiro.

“É muito importante que os jovens negros conheçam sua trajetória e a de seus antepassados para que busquem o espaço que lhes pertence na eticamente combalida sociedade brasileira”, afirma Aída Queiroz, que divide a direção com Cesar Coelho e assina o roteiro, inspirado no texto “Velha Guarda da Portela”, de Marquinhos de Oswaldo Cruz.

Na trama do filme idealizado pela Rede Carioca de Rodas de Samba, uma jovem busca conexão com sua ancestralidade a partir das histórias que sua falecida avó lhe contava. Quem a conduz nessa jornada contada através do samba é o fundador da Portela.

“O samba carioca nasceu na resistência, nas rodas proibidas que, mais tarde, originaram as Escolas de Samba, conhecidas mundialmente. A Velha Guarda da Portela é guardiã da memória desse ritmo que gerou tantos outros, como funk ou pagode, ao mesmo tempo em que mantém viva essa história”, destaca Aída, responsável pelo festival Anima Mundi.

Além de contar com as vozes do ator e autor do livro infantil “O pequeno príncipe preto” Rodrigo França e da cantora e atriz Maria Salvadora na dublagem, o filme traz ainda a música inédita “Juras de amor”, com letra de Evandro Lima e Serginho Procópio.

O curta foi lançado neste domingo (21) em uma roda de samba gratuita em comemoração ao Dia da Consciência Negra, com a presença da Velha Guarda, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Fernando Procópio, Festa da Raça e da DJ Cris Pantoja. O curta poderá ser visto na página da produtora Campo 4 no Vimeo e no YouTube.