24 de fevereiro de 2021

Marcela Leiros – Da Revista Cenarium

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou nesta sexta-feira, 29, a prorrogação do decreto que está em vigor e anunciou reajustes no documento. Além disto, foi cancelado o feriado de Carnaval, que aconteceria nos dias 15 e 16 de fevereiro deste ano.

O governador Wilson Lima ainda informou que o retorno às aulas irá acontecer de forma remota pela internet e pelo Projeto “Aula em Casa”. “Vamos continuar avaliando a evolução dos casos e quantidade de pessoas que estão procurando a rede hospitalar em busca de atendimento. Só saia de casa se for extremante necessário, para comprar alimentos ou remédios, se for um caso de urgência ou emergência, para levar alguém ao hospital ou ir ao hospital. Se não houver essa necessidade, se preserve, proteja os seus e se proteja”, lembrou o governador.

As mudanças no decreto começam a valer a partir do dia 1º até 7 de fevereiro. Entre as medidas, estão o funcionamento de feiras estendido de 4h às 15h; liberação do delivery para materiais elétricos, hidráulicos e pneumáticos, de 8 às 17h; liberação do delivery para peças de veículos pesados (ônibus, caminhão e ambulância), de 8h às 17h.

O governador Wilson Lima anunciou ainda o lançamento de um painel com informações sobre as fases do avanço da Covid-19 no Estado. No sistema será possível ver, em detalhes, as medidas de restrição de cada fase (roxa, vermelha, laranja, amarela e verde) da pandemia no Amazonas, assim como os protocolos de prevenção que devem ser adotados em cada categoria do comércio e indústria.

Prisão

Na semana passada, as polícias Civil e Militar do Amazonas prenderam 63 pessoas que estavam em cinco bares clandestinos de Manaus assistindo ao jogo entre Palmeiras e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro. Os bares, alvos da operação policial, ficam no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste da capital do Amazonas.

O decreto ocorre com o intuito de diminuir o número de casos e internações, melhorando assim o fluxo de atendimento nas unidades de saúde da rede pública.

Dados da pandemia no Amazonas

Até essa quinta-feira, 28, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) registrou 1.852 novos casos de Covid-19, totalizando 259.458 casos da doença no Estado. Segundo o boletim, foram confirmados 113 óbitos por Covid-19, sendo 94 ocorridos no último dia 27 e 19 óbitos encerrados por critérios clínicos, de imagem, clinicoepidemiológico ou laboratorial, elevando para 7.673 o total de mortes.

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 2.222 pacientes internados, sendo 1.501 em leitos (540 na rede privada e 961 na rede pública), 631 em UTI (296 na rede privada e 335 na rede pública) e 90 em sala vermelha, estrutura voltada à assistência temporária para estabilização de pacientes críticos/graves para posterior encaminhamento a outros pontos da rede de atenção à saúde.

Há ainda outros 582 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 504 estão em leitos clínicos (80 na rede privada e 424 na rede pública), 56 estão em UTI (32 na rede privada e 24 na rede pública) e 22 em sala vermelha.