Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da CNN Brasil

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou na manhã desta segunda-feira, 18, que vai antecipar o início da campanha de vacinação contra o novo coronavírus para hoje, às 17h. Pazuello já havia informado que a largada para a vacinação em todo o País começaria na quarta-feira, 20, e após São Paulo dar a largada no domingo, 17, os governadores pressionaram o ministro da Saúde para começar a imunização.

Representantes de ao menos 13 Estados, incluindo o governador do Amazonas. Wilson Lima (PSC) e Pazuello estão reunidos no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na manhã desta segunda-feira 18, de onde vão sair as primeiras doses a serem distribuídas para os Estados.

Doação ao Amazonas

Wilson Lima (PSC) está em São Paulo para o recebimento de 50 mil doses da Coronavac que o governo paulista ofereceu para o início imediato da vacinação no Estado. É o mesmo dia em que as seis milhões de doses que o Instituto Butantan importou da China serão entregues ao Ministério da Saúde, mas o governador João Doria (PSDB) prometeu prioridade ao Amazonas, que vive a situação mais crítica no momento.

Coronavac

Neste primeiro momento, estão disponíveis 6 milhões de doses da Coronavac. Como são necessárias duas doses do imunizante para cada pessoa, 3 milhões de brasileiros serão vacinados na primeira etapa da campanha. Para aplicação da segunda dose, a previsão é de um intervalo entre 14 e 28 dias após a primeira.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou no domingo, 17, o uso emergencial das vacinas Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac, e a da Oxford/Astrazeneca. Os imunizantes são os dois primeiros aprovados no País contra o novo coronavírus.