Petroleiros denunciam isolamento ‘irregular’ de infectados por Covid-19 em hotel de Manaus

Carolina Givone – Da Revista Cenarium

MANAUS – Trabalhadores da Petrobras suspeitos e infectados por covid-19, denunciam uma quarentena “irregular” em um hotel de Manaus. Os petroleiros da província do Urucu, localizada em Coari (a 650 km da capital), afirmam que os dias afastados de trabalho, seriam pagas como regime administrativo, já que estão confinados no hotel Taj Mahal, à disposição da empresa.

Segundo o Sindicato dos Petroleiros da Amazonia (Sindipetro-AM), cerca de 26 funcionários que apresentaram sintomas de Covid-19, foram trazidos para o hotel, que não apresenta condições adequadas para mantê-los. Sendo assim, cinco pessoas estariam com resultados positivos para coronavírus, um internado em hospital particular, enquanto os outros esperam resultados dos testes.

O Sindispetro ainda diz que os petroleiros têm enfrentado problemas, até mesmo para cumprir a escala de embarque nos voos da empresa. Os funcionários que moram fora de Manaus, afirmam enfrentar longas escalas em outras cidades até a capital, aumentando o risco de infecção pelo coronavírus.

O Sindipetro em nota, diz que tem insistido para se comunicar diariamente com o RH local, “Encontrarmos alternativas conjuntas para esta situação, infelizmente a gestão da empresa tem se esquivado de contar com a colaboração dos trabalhadores e segue insistindo em medidas unilaterais. Também vem embarcando ‘amigos do rei’, ao invés de pessoas dos grupos de riscos, à revelia de todas as orientações da OMS para o isolamento social dos mais vulneráveis”, declara a nota.

Até o fechamento desta matéria, a Petrobras ainda não havia respondido as solicitações da equipe de reportagem.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO