Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da assessoria

MANAUS – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 22, a operação “Green Diamond” que visa desarticular associação criminosa voltada para o comércio ilegal de diamantes extraídos ilegalmente de Terras Indígenas situadas no Estado de Rondônia.

As investigações tiveram início no ano de 2019, quando Policiais Federais surpreenderam três indivíduos na posse de pedras de diamante. As investigações demonstraram que eles deslocaram para Rondônia com a finalidade de adquirir e, posteriormente, revender as pedras preciosas em outros Estados da Federação.

A investigação também apontou que o grupo criminoso movimentou grande quantidade de dinheiro, proveniente das negociações dos diamantes comercializados ilegalmente. Será cumprido Mandado de Busca e apreensão em desfavor de servidor estadual aposentado que era o responsável por fazer a intermediação entre os compradores e vendedores e que teve movimentação de quase 1 (um) milhão de reais em período inferior a 1 (um) ano.

Os investigados podem responder por associação criminosa, usurpação de bens da União, extração ilegal de minério sem autorização do órgão competente, cujas penas somadas podem ultrapassar 9 (nove) anos.

O nome da operação está relacionada ao diamante verde negociado pela associação criminosa no início das investigações. O mandado cumprido nesta data foi expedido pela 3ª Vara Federal Criminal especializada em crimes financeiros, lavagem de capitais e organizações criminosas da Seção Judiciária do Estado de Rondônia.