28 de fevereiro de 2021

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – A Polícia Federal informou neste sábado, 16, que suspendeu todos os atendimentos relacionados à emissão de passaporte em Manaus, a partir de segunda-feira, 18, mesmo aqueles já agendados. A PF cita o agravamento da emergência de saúde pública “de abrangência internacional por surto de Covid-19 no Estado do Amazonas”, que entrou na fase roxa, a classificação de mais alto risco de contágio.

A superintendência comunicou, ainda, que o setor de passaporte, no Aeroporto Eduardo Gomes, funcionará das 9h às 11h45 e das 13h30 às 16h, apenas para a entrega de passaportes com data próxima de vencimento e para emissão do documento de viagem em casos excepcionais de urgência comprovada.

Os canais para esclarecimentos ao público em geral serão o telefone (92) 3652-1700 e o e-mail [email protected]. Já os serviços de atendimento a estrangeiros permanecem suspensos, exceto de extrema necessidade.

Informações sobre migração podem ser realizadas por meio dos telefones (92) 3655-1586 e (92) 3655-1512 ou por e-mail [email protected]

Crise da Covid-19

O Amazonas vive o colapso na saúde provocado pela segunda onda da Covid-19, fazendo com que o governador Wilson Lima (PSC) decretasse “toque de recolher” nesta semana, pela primeira vez na pandemia, para tentar conter o avanço devastador do vírus.

Em todo o Estado, as unidades de hospitalares sofrem com a falta de leitos clínicos e de Unidades de Terapia Intensivas (UTIs), além da pouca quantidade de oxigênio para pacientes com Covid-19.

Para o governador Wilson Lima (PSC), a crise na saúde é resultado das festas clandestinas e das aglomerações. “Hoje nós estamos pagando o preço de festas clandestinas e das aglomerações. Agora as pessoas entendem que as medidas ditas como antipáticas servem para garantir o mínimo de atividades econômicas e preservar a vida das pessoas”, disse Lima, na segunda-feira, 11, ao lado do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.