25 de fevereiro de 2021

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Quase dois meses depois, o comércio não essencial reabriu nesta segunda-feira, 22, em Manaus. No ponto comercial mais famoso da capital, o “bate-palma”, na rua Marechal Deodoro, populares foram às compras e lotaram o Centro da cidade.

As atividades nos estabelecimentos estavam suspensas, por determinação da Justiça, devido à segunda onda do novo coronavírus. O decreto que permitiu o retorno do comércio, tanto no interior quanto na capital, foi publicado na edição de sexta-feira, 19, no Diário Oficial do Estado (DOE).

Com validação de sete dias a contar desta segunda-feira, a medida manteve a restrição do toque de recolher das 19h às 6h, vigente desde o dia 15 de janeiro deste ano.

Veja também: Atendendo a pedido do MP, Justiça manda governo do AM fechar comércio não essencial

Consumidores foram às compras nesta segunda-feira, em Manaus (Ricardo Oliveira/Revista Cenarium)

Neste primeiro dia de funcionamento do comércio, a sensação era de normalidade nas principais ruas do Centro de Manaus. Alguns ainda insistiam em não utilizar máscaras, medida recomendável por autoridades de saúde para evitar o contágio e a disseminação da pandemia do novo coronavírus. Apesar disso, a aglomeração de pessoas tomava conta das extensas vias de compra.

Enquanto lojistas procuravam vender os materiais em estoque, os consumidores buscavam pelas promoções – aguardadas pela população desde as festas de fim de ano, quando o comércio faz a ‘queima de estoque’. “Tem muita gente e muita promoção. Pelo menos podemos comprar alguma coisa nesta pandemia, porque está tudo caro”, disse a professora Roseli Dutra.

Ariana Andrade reforçou cuidado ao realizar compras (Reprodução/TV CENARIUM)

A operadora de comércio Ariana Andrade, por outro lado, reforçou que é preciso que a população tome todos os cuidados com a Covid-19. Ela destacou ainda que algumas pessoas continuam a andar pelas ruas sem o uso de máscaras de proteção. “É preciso de cuidado. Ainda estamos na pandemia e é preciso do uso de máscaras”, salientou.

Horários

Na capital, o horário de funcionamento do comércio de rua, em geral, é de 9h até as 15h. Shoppings centers funcionam das 10h até as 16h. Os estabelecimentos não podem abrir aos domingos. Os supermercados de pequeno, médio e grande porte, atacadistas, pequeno varejo alimentício e padarias continuam funcionando das 6h até as 18h.

Taxa de transmissão

A taxa de transmissibilidade do novo coronavírus (RT), no Amazonas, apresentou uma redução de 1,3 para menos de 1,0 nas primeiras semanas do mês de fevereiro. Atualmente a RT está em 0,95, sendo a menor taxa já registrada este ano, colocando o Amazonas na 22ª posição no ranking desse indicador entre os Estados brasileiros.

Veja também: ‘Efeito decreto’: Amazonas reduz taxa de transmissão do novo coronavírus

Em janeiro, o Estado ocupava a primeira posição no ranking da taxa de transmissão do novo coronavírus no País, com 1,30, o que significa que cada 100 pessoas infectadas transmitiam o vírus para outras 130.