4 de dezembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – A Prefeitura de Parintins (a 366 quilômetros de Manaus) prorrogou o toque de recolher no município até o dia 30 deste mês, e flexibilizou a medida para os horários de 22h às 5h. Antes, o recolhimento domiciliar vigorava a partir das 20h. A mudança ocorre em virtude da diminuição de casos e internações da Covid-19 na cidade.

O decreto Nº 096/2020 foi publicado no Diário Oficial dos Municípios (DOM) desta quarta-feira, 18, e assinado pelo prefeito reeleito Frank Bi Garcia (PSDB).

Por meio de nota, a prefeitura destacou que a decisão partiu do Comitê Gestor de Combate ao Coronavírus de Parintins, que reuniu nessa terça-feira, 17, para analisar os dados epidemiológicos das duas primeiras semanas de novembro e discutir as medidas de combate à Covid-19.

“Com a baixa no quantitativo de novos casos diários e redução do número de pacientes internados, o comitê deliberou pela redução do toque de recolher das 22h às 5h da manhã. Desde o início da pandemia, no mês de março, mais de 6.300 casos foram confirmados em Parintins, sendo 295 casos nas duas primeiras semanas de novembro. Nesse início de mês ocorreram oito óbitos, 48 internações e 32 altas hospitalares”, disse a prefeitura.

Casas noturnas

O comitê decidiu, também, pela continuidade na proibição do funcionamento de casas noturnas e atividades esportivas. De acordo com a medida, bares estão liberados para funcionamento até as 22h, desde que sejam obedecidos as regras para o distanciamento social e higienização.

“As dez da noite tem que fechar os bares, sob pena de serem multados pelos profissionais que estão na operação de controle do toque de recolher”, alertou o prefeito e presidente do Comitê Gestor de Combate ao Coronavírus, Bi Garcia.

Confira o decreto:

Centro de Divulgação das Eleições (CDE) 2020
Centro de Divulgação das Eleições (CDE) 2020

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.