Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
26 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações da assessoria

MANAUS – Tempo. Memória. Afetos. Essas são algumas palavras em torno das quais o projeto ‘Outras Manau(s)’, do artista Francisco Rider, irá discutir a relação entre a capital amazonense e seu patrimônio histórico e cultural. A partir desta quinta-feira, 2, uma série de encontros vai debater arte urbana, corpo e direito à cidade a partir de registros da performance ‘Reservoir’. A atividade será feita de forma on-line, no canal do projeto Intercidade, no YouTube, sempre das 19h às 20h30 (horário de Manaus).

A atividade será feita de forma on-line, no canal do projeto Intercidade, no YouTube. (Divulgação)

O projeto foi aprovado no edital Conexões Culturais, da Manauscult, na edição de 2019, e inicialmente pensado para circular os bairros da cidade de forma presencial, mas, devido à pandemia de Covid-19, precisou ser adiado. Agora, ainda sob os efeitos da pandemia, o projeto traz uma proposta híbrida: Francisco Rider visitou cerca de 15 lugares na cidade com a performance ‘Reservoir’ e, a partir dessa semana, os registros da mostra servirão de base para reflexões on-line com diversos convidados.

Projeto foi aprovado no edital Conexões Culturais, da Manauscult. (Divulgação)

Os locais escolhidos para a performance, além de refletirem as transformações de Manaus, conectam-se com memórias afetivas de Francisco Rider. São locais como os antigos balneários Ponte da Bolívia e igarapé do Parque 10, a ponte do São Raimundo, o Parque Amazonense, dentre outros.

Francisco Rider visitou cerca de 15 lugares na cidade com a performance ‘Reservoir’. (Divulgação)

Para Rider, já durante o registro das performances, as reflexões foram surgindo: “Lá na área que antes do shopping Manauara era uma espécie de reservatório natural ecológico, com buritizais, floresta, animais silvestres e igarapés,  hoje é totalmente concreto. O que restou? Poucas árvores para o fetiche do turismo hegemônico…”.

A cada registro, um recorte temático para debate com os convidados. Participam dos debates, como mediadores, os artistas e pensadores: Sebastião Alves, Michelle Andrews, Turenko Beça, Gabriel Andrade, Otoni Mesquita e Valdemir Oliveira. 

As atividades ocorrerão no Canal Intercidade (YouTube): https://bit.ly/Intercidade.

Programação:

Dia 1. 02/12. 19h às 20h30. Performance: Reservoir, de Francisco Rider.

Discussão: Outras Manaus? Mediação: Sebastião Alves.

Dia 2. 03/12. 19h às 20h30. Performance:  Reservoir, de Francisco Rider. 

Discussão: Arte Urbana em Manaus/Direito ao uso da Cidade pelos (as) Artistas Manauaras? Mediação: Michelle Andrews.

Dia 3. 04/12. 19h às 20h30. Performance:  Reservoir, de Francisco Rider. 

Discussão: Grafite no Corpo Cidade de Manaus. Mediação: Turenko Beça.

Dia 4. 06/12. 19h às 20h30. Performance:  Reservoir, de Francisco Rider.

Discussão: Manaus Invisível/Manaus Soterrada.  Mediação: Gabriel Andrade.

Dia 5. 08/12. 19h às 20h30. Performance:  Reservoir, de Francisco Rider.

Discussão:  Cidade de Manaus/Arte e Espaço Urbano. Mediação: Otoni Mesquita.

Dia 6. 10/12. 19h às 20h30. Performance:  Reservoir, de Francisco Rider. 

Discussão: Cidade Corpo-Manaus/Corpo-Performer. Mediação: Valdemir Oliveira.