Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
1 de dezembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Da Revista Cenarium *

MANAUS – A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN Amazônia), em parceria com o Instituto Amigos da Amazônia (iAMA), lançou uma chamada de propostas para apoiar projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PDI) voltados ao enfrentamento da Covid-19 na Amazônia. Será oferecido um financiamento de até US$ 5 mil para dois projetos selecionados.

Podem participar da chamada universidades, centros de pesquisa e organizações da sociedade civil filiadas à rede SDSN Amazônia, na qual a secretaria executiva é realizada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

A iniciativa busca projetos em nove países da Bacia Amazônica: Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Peru, Suriname e Venezuela.

As instituições que não integram a rede podem fazer o pedido de adesão preenchendo o formulário de filiação no site: http://unsdsn.org/join.

O apoio financeiro fornecido pela iniciativa é voltado para pesquisas científicas, projetos de desenvolvimento tecnológico e inovação, cujos resultados estarão disponíveis e acessíveis a curto prazo, visando contribuir para a contenção e mitigação da pandemia do novo Coronavírus na Panamazônia.  

Comunidades ribeirinhas, aldeamentos e pequenas cidades do Amazonas, estão sob atenção de instituições como a FAS, que visam proteger essas populações da contaminação por Covid-19 (Reprodução/Divulgação-FAS)

Povos afetados

De acordo com a Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM), já são mais de 290 mil casos confirmados e 11 mil mortes pela doença na região. Entre as populações indígenas, são 8,7 mil infectados e 696 falecidos, representando 127 povos afetados pela Covid-19. 

“O objetivo é identificar e apoiar pesquisadores e instituições que estão trabalhando para combater essa ameaça urgente, que põe em risco 34 milhões de habitantes e mais de 350 comunidades indígenas e tradicionais, particularmente vulneráveis devido ao seu isolamento e acesso limitado à cuidados médicos”, destaca a secretária executiva da SDSN Amazônia, Carolina Ramírez Méndez. 

As propostas apresentadas devem se enquadrar nas categorias definidas pela chamada: Saúde, Acesso a Alimentos, Educação, Acesso a Água Potável e Saneamento, Trabalho Decente e Crescimento Econômico, Consumo e Produção Sustentável, Conservação da Floresta e Biodiversidade Amazônica, Comunicação e Governança. 

A iniciativa financiará dois projetos com valor igual ou inferior a US$ 5 mil por proposta. Serão apoiados os gastos essenciais para a execução bem-sucedida do projeto, que devem ser justificados no orçamento financeiro com base nos objetivos, atividades, metas e resultados a serem alcançados. 

Os interessados podem realizar a submissão de propostas até o dia 8 de julho, por meio do link: bit.ly/financ2020. A divulgação do resultado da chamada, com o anúncio dos dois projetos selecionados, será feita no dia 17 de julho. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: [email protected].

Frágeis e sem estrutura hospitalar mínima, comunidades ribeirinhas serão alvo de projetos para combater a proliferação do novo Coronavírus, de acordo com a FAS (Reprodução/Divulgação-FAS)

Prêmio

Para identificar, dar visibilidade e incentivar práticas de enfrentamento aos impactos da pandemia, a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia também está promovendo, em parceria com a FAS, a terceira edição do Prêmio SDSN Amazônia, que premiará três soluções sustentáveis implantadas na região com um total de US$ 3,5 mil.  

O foco da premiação são iniciativas que já estão em curso, voltadas para o combate ao novo coronavírus em comunidades indígenas, tradicionais e urbanas de baixa renda. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de junho, no link: https://bit.ly/FormSDSNAmazonia2020.

(*) Com informações da assessoria