Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Gabriel Abreu – Da Cenarium

MANAUS – “Representa a vida, a liberdade, a saúde e a segurança”. Essa foi a expressão da alegria da aposentada Norma Cabral, de 70 anos, ao receber, ao som de lambada, a dose de reforço contra a Covid-19, nesta sexta-feira, 17, no Sambódromo de Manaus. A imunização ocorreu durante a programação do 20º mutirão “Vacina Amazonas”, organizado pelo Governo do Amazonas. O evento encerra neste sábado, 18.

Nesta fase da campanha podem receber a dose de reforço, em Manaus, idosos que tomaram a segunda dose há pelo menos seis meses, segundo determinação de uma portaria do Ministério da Saúde. O reforço vale para quem tomou qualquer vacina usada na campanha nacional de imunização e será realizado, preferencialmente, com uma dose da Pfizer/BioNTech. Na falta desse imunizante, serão usadas as vacinas Janssen ou AstraZeneca.

Leia também: ESPECIAL | Eles fizeram a Amazônia de cobaia – Vacinação desacelera pandemia

A aposentada lembrou ainda que, mesmo com a terceira dose, continuará seguindo as orientações médicas para não ter a doença. “A minha família não teve nenhum contato com o vírus, não tivemos Covid. Vou continuar seguindo as recomendações médicas de usar máscara e distanciamento social”, salientou Norma.

De acordo com o secretário da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), Anoar Samad, o governo estadual organizou uma estrutura completa nos nove pontos espalhados pela cidade para facilitar o acesso da população à vacina e ampliar a cobertura vacinal.

“Desta vez nós fizemos diferente, então colocamos somente um drive-thru. Eu me lembro que a gente abria o Vasco Vasques, Arena da Amazônia. Desta vez, devido ao público-alvo, nós espalhamos pela cidade os postos de vacinação para justamente facilitar o acesso dessas pessoas”, destacou o secretário.

Antecipação

Quem também correu para se vacinar foi o universitário Matheus Nogueira, de 22 anos. Ele ficou sabendo que a segunda dose da vacina com a qual foi imunizado foi antecipada. O Ministério da Saúde diminuiu o intervalo entre as doses da Pfizer de 12 para oito semanas.

“Eu já estava esperando o dia 27 de setembro para tomar a minha segunda dose e fiquei sabendo que tinha sido adiantada e eu estava na academia, saí da academia, peguei a minha carteira de vacinação e vim até o sambódromo, pois eu estava ansioso para que tudo volte ao normal”, contou o universitário.  

Leia também: No interior do AM, decreto obriga servidores a apresentarem comprovante de vacinação contra Covid-19

Confira os endereços das escolas que terão postos de vacinação no mutirão Vacina Amazonas:

• Escola Estadual Senador Evandro das Neves Carreira – Avenida da Felicidade, s/nº, Conjunto Viver Melhor, zona Norte.

• Ceti Zilda Arns Neumann – Rua Santa Marta, s/nº, Comunidade Jesus Me Deu, Colônia Terra Nova 4, zona Norte.

• Escola Estadual Aristóteles Comte de Alencar – Avenida Presidente Médici, 500, Coroado 3, zona Leste.

• Escola Estadual Waldock Fricke de Lyra – Rua Santa Helena, s/nº, Parque São Pedro, bairro Tarumã, zona Norte.

• Escola Estadual Maria Rodrigues Tapajós – Rua Goiânia, 701, Redenção, zona Centro-Oeste.

• Escola Estadual de Tempo Integral Francisca Botinelly Cunha e Silva – Avenida Dom Pedro I, s/nº, Dom Pedro, zona Oeste.