Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

This post is also available in (Post também disponível em): English (Inglês)

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Um boeing da Força Aérea Alemã posou em Manaus por volta de 12h26 deste sábado, 27, trazendo 80 respiradores doados pelo Ministério das Relações Exteriores da Alemanha. A doação atende ao pedido de ajuda do governo do Amazonas, que foi endereçado à comunidade internacional em janeiro por conta da alta no número de internações pela Covid-19, o que gerou a falta de oxigênio nas unidades de saúde de Manaus.

Segundo o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), os equipamentos serão distribuídos à rede de saúde do Estado, mas a prioridade é para atender os municípios na divisa com os Estados do Acre e Rondônia que estão com sistema de saúde sobrecarregado.

“Chegou em boa hora tanto para gente ter aqui na nossa rede como também disponibilizar para outros Estados que neste momento estão agravados pela pandemia. Temos uma situação complicada em Humaitá, que faz divisa com Porto Velho, e Boca do Acre, que faz divisa com o Acre. Esses dois Estados estão sendo bem impactados e muitos pacientes estão migrando para esses municípios. Vamos fazer uma avaliação para onde vão ser enviados esses equipamentos”, informou o governador.

O embaixador da Alemanha no Brasil, Heiko Thoms, explanou que a Alemanha e o Brasil são parceiros muito importantes e acredita que somente por meio da união e da cooperação de maneira solidária entre os países poderá vencer a pandemia.

“A doação atende ao pedido de ajuda do governo do Amazonas. Como o Brasil é um parceiro estratégico da Alemanha, nós temos uma cooperação muito ampla e muito profunda com o Brasil e uma relação muito profunda com o Amazonas. Nós sabemos que esta pandemia é um fenômeno global e que ninguém está seguro e, até que todos estejam seguros, nós queremos ajudar nessa situação”, salientou o embaixador.

Fase laranja

Em janeiro, o Amazonas enfrentou o pior momento da pandemia por conta do crescimento no número de casos, internações e mortes por Covid-19. Atualmente, o Estado está na fase laranja, que corresponde à classificação de risco moderado para transmissão de Covid-19.

No sábado, 20, durante a coletiva que anunciava ajustes no decreto estadual, o governador do Amazonas, Wilson Lima, expressou que o Estado passou pelo pior momento da pandemia, já que regredia da fase vermelha para a laranja depois de dois meses com o sistema de saúde em colapso.

“Eu quero crer que nós já passamos pelo pior momento e estamos trabalhando para que isso não se repita. A nossa ocupação na rede hospitalar começa a cair, continua caindo. O número de óbitos por Covid-19 também está nessa queda, nessa descida. E isso nos dá muita tranquilidade”, finalizou o governador.

Editado: Mencius Melo