Ricardo Nicolau pede licença da ALE-AM para atuar no combate à Covid-19

Nícolas Marreco – Da Revista Cenarium

MANAUS – O deputado estadual e presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Ricardo Nicolau (PSD), anunciou nesta terça-feira, 14, o afastamento por 60 dias da Casa em função da alta contaminação do novo coronavírus no estado. Em sessão virtual do plenário, Nicolau explicou que ficará trabalhando integralmente, em licença não remunerada, no hospital de campanha aberto em parceria com a Prefeitura de Manaus.

O deputado, que também é diretor da rede privada de hospitais Samel, usou seu momento de fala para reclamar de perseguições o acusando de desvio de funções durante a pandemia.

“Infelizmente, temos a política misturada com o que estamos vivendo. Desde a quinta, estamos 24h no hospital de campanha para atender as pessoas. E porque já fui até ameaçado que estaria com desvio de função, comunico que vou pedir licença de 60 dias para interesses particulares; e ficarei apenas como diretor da Samel”, afirmou.

O pedido foi submetido à mesa-diretora da ALE-AM no momento do pronunciamento do deputado, conforme a assessoria de imprensa. Questionada sobre o uso futuro da verba parlamentar nos dois meses de licença, a equipe informou que não há planos do uso do dinheiro.

Nicolau ainda pediu para a presidência um lugar nas reuniões do parlamento para atualizar os deputados de informações sobre o enfrentamento ao novo vírus. Ele também se justificou aos eleitores na troca de funções devido à pandemia.

“Falo isso não com alegria, porque fui eleito por mais de 30 mil pessoas que acreditaram em mim para ser deputado estadual; acho que vou ser mais útil nesse momento para a sociedade em dedicar integralmente no combate ao coronavírus. Eu estou arriscando a minha vida e a da minha família para salvar vidas, e aí vêm pessoas dizendo que vou ser processado por desvio de função. Que processe. Se a presidência permitir que eu participe e passe panoramas do que está acontecendo, eu agradeço”, defendeu o deputado.

O deputado Cabo Maciel (PL) chorou sob a pronunciação de Nicolau e parabenizou o colega parlamentar pela atitude. “Nesse momento, vossa excentricidade honra os 35 mil votos que teve. Impressionante como têm pessoas que envolvem política na questão da pandemia. Louvável a sua decisão de se afastar da Assembleia e se sentir mais útil no hospital de campanha e no trabalho da Samel”, elogiou.

Ações da Assembleia contra o coronavírus

Ainda nesta terça, 14 requerimentos foram apresentados para reforçar as ações de prevenção e combate em meio a pandemia. A deputada Joana Darc (PL), líder do Governo, confirmou o chamamento de aprovados no concurso para bombeiro militar para reforçar o time de segurança pública, também anunciado pelo vice-governador Carlos Almeida (PRTB) mais cedo.

A deputada Dra. Mayara (PP), presidente da Comissão de Saúde, informou que se reuniu com as cooperativas de saúde e o Governo e que foi acordado o pagamento de 50% do débito relativo ao exercício de 2018, e que foi estabelecido um cronograma para quitar as dívidas governamentais.

Ela também alertou que faltam Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) nos hospitais, mesmo com o reforço da Universidade Estadual do Amazonas (UEA). A parlamentar criticou a não adesão ao isolamento social pela população e defendeu medidas mais restritivas.

O deputado Abdala Fraxe (Podemos) apresentou requerimento ao Governo do Estado para que a estrutura do Hospital Beneficente Portuguesa seja utilizada durante a pandemia. Segundo Fraxe, a Beneficente tem espaços ociosos e os custos para adaptar o hospital serão bem menores que construir uma estrutura nova. Essa indicação foi apoiada pela deputada Therezinha Ruiz (PSDB).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO