31 de outubro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Da Revista Cenarium*

A Rússia espera registrar uma segunda vacina em potencial contra a Covid-19 até o dia 15 de outubro, disse a agência de notícias TASS citando o órgão regulador russo de segurança do consumidor Rospotrebnadzor nesta terça-feira, 22.

A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Vector, da Sibéria, que concluiu o estágio inicial de testes em humanos na semana passada.

A Rússia registrou sua primeira candidata a vacina, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, de Moscou, em agosto. Os testes em estágio avançado desta candidata com pelo menos 40 mil pessoas estão em andamento.

Vladimir

O presidente russo Vladimir Putin, que garantiu que sua filha já tomou a vacina, o primeiro produto é “eficaz” e superou todas as provas necessárias, além de permitir uma “imunidade estável” face à Covid-19.

“Uma das minhas filhas tomou a vacina”, afirmou Putin, em agosto. “Dessa forma, ela participou da experiência. Depois da primeira vacinação, ela teve 38 graus de febre, no dia seguinte 37, e foi apenas isso”, finalizou.

(*) Com informações da Agência Brasil

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.