Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
27 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações do Metrópoles

BRASÍLIA – Com a divulgação dos novos números da pandemia da Covid-19 pelo governo russo, o país ultrapassou o Brasil, no ranking das vítimas fatais da doença em todo o mundo. Segundo o Rosstat, serviço de estatísticas da Rússia, foram confirmados 87.527 óbitos, em novembro, o mês mais letal.

Com isso, o total de mortes por lá chegou a 658.634, acima dos 618.817 óbitos confirmados até o momento no Brasil, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Os Estados Unidos ainda permanecem em primeiro lugar, no ranking mundial, com 820.355 mortes confirmadas, segundo dados da CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos).

Recorde

Em novo recorde, o mundo registrou, nas últimas 24 horas, mais de 1,7 milhão de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. As informações são da plataforma Our World in Data, associada à Universidade de Oxford, e levam em consideração os casos de Covid-19 confirmados na última quarta-feira, 29.

O recorde anterior de casos diários de Covid-19 havia sido registrado na segunda-feira, 27, quando mais de 1,4 milhão de novas infecções foram confirmadas ao redor do globo. Em 28 de dezembro, 1,3 milhão de pessoas foram diagnosticadas com o vírus.

De acordo com dados do Our World in Data, desde o início da pandemia, a marca de 1 milhão de casos diários de coronavírus somente foi atingida nesses últimos três dias.