20 de setembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS — Santa Isabel do Rio Negro (a 846 quilômetros de Manaus) vai reabrir suas fronteiras para os turistas a partir de 10 de setembro. Segundo decreto publicado pela Prefeitura da região, nesta quinta-feira, 20, no Diário Oficial dos Municípios (DOM). A retomada das atividades deve seguir o protocolo de Biossegurança, voltado especificamente para a pesca-esportiva.

Desde o início da pandemia, o município estava fechado para o turismo. De acordo com o ex-coordenador de turismo da cidade, Neas Santos Pucino, que elaborou em conjunto com a Secretaria de Saúde do município o protocolo de segurança para a reabertura, o segmento injeta entre R$ 400 mil a R$ 500 mil, por temporada, na economia da cidade.

A liberação para o retorno da atividade turística acontece após o declínio da pandemia do novo Coronavírus, na região. Apesar disso, os números da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) mostram que até esta quarta-feira, 19, o município está entre os 10 com mais infectados pela Covid-19, com 1.904 casos, sendo 14 óbitos.

“Estamos em um declínio da Covid-19. (No decreto), falamos sobre a reabertura das atividades turísticas, incluindo pesca-esportiva, cujo contato com a população é praticamente nenhum”, explicou Pucino à REVISTA CENARIUM.

Santa Isabel do Rio Negro está a cerca de uma hora de Manaus, de avião ou, a 12 horas via fluvial. O município é famoso por contemplar os dois pontos mais altos do Brasil: o Pico da Neblina e Pico 31 de Março. O região está entre os trinta destinos amazonenses com maior potencial turístico, de acordo com o Ministério do Turismo.

Pico da Neblina (ao fundo) tem 2.993 metros de altitude; Pico 31 de Março (à frente) tem 2.973 metros de altitude (Divulgação)

A cidade também desenvolve o ecoturismo e etnoturismo, com trilhas, canoagem, gastronomia e artesanato dentro de um roteiro de navegação em uma das regiões mais exuberantes do Rio Negro, no Amazonas..

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.