São Paulo e Rio adiam desfiles de escolas de samba no Carnaval para abril

Com informações da Folhapress

CAMPO GRANDE – Os desfiles de escolas de samba em São Paulo e no Rio de Janeiro foram adiados para fim de abril, anunciaram nesta sexta-feira, 21, os prefeitos Ricardo Nunes (MDB-SP) e Eduardo Paes (PSD-RJ). De acordo com eles, o principal motivo para a nova data do Carnaval é a explosão recente de casos de Covid-19.

Os desfiles serão no feriadão de Tirandentes, em 21 de abril. Ainda não foi divulgada as datas exatas de apresentação de cada escola de samba. Tradicionalmente, os desfiles cariocas ocorrem no sábado e no domingo, enquanto os paulistanos são na segunda e na terça. A informação foi antecipada pelo Jornal O Globo.

De acordo com Nunes, as decisões são baseadas nas informações das secretarias de Saúde, o que deixa em aberto um segundo adiamento. “Ocorre em abril dependendo da evolução da pandemia. Evidentemente, se houver alguma alteração do que está previsto a gente não tomará nenhuma atitude que seja irresponsável colocando a vida das pessoas em risco.”

Imagem mostra Marquês de Sapucaí vista do alto
Marquês de Sapucaí, no Rio – (Andre Coelho/AFP)

Além dos dois prefeitos, participaram da reunião virtual o secretário da Saúde carioca, Daniel Soranz, o secretário da Saúde paulistano, Edson Aparecido, e os presidentes das Ligas de Escolas de Samba.

“A decisão foi tomada em respeito ao atual quadro da pandemia de Covid-19 no Brasil e a necessidade de, neste momento, preservar vidas e somar forças para impulsionar a vacinação em todo o território nacional”, afirmou em nota a Prefeitura de São Paulo.

O adiamento dos desfiles de escolas de samba não abre brecha para a realização do Carnaval de rua, cancelado nas duas cidades no início de janeiro, também por causa do coronavírus e da gripe.

“No Carnaval das escolas de samba, você tem condições de estabelecer um controle sanitário para a realização do evento. É diferente do Carnaval de rua, de bloco, onde é praticamente impossível”, explicou o secretário da Saúde paulistano.

Aparecido afirma que as duas cidades estão monitorando o comportamento do coronavírus no Brasil e em outros países e cita o avanço da vacinação como garantia para que haja desfiles em abril.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO