Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
15 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml
Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, afirmou durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira, 7, que policiais da Força Nacional de Segurança devem desembarcar na capital ainda hoje, para auxiliar no combate aos ataques criminosos que assolam a cidade desde sábado, 5.

O titular da pasta governamental defendeu que se for necessário, o Estado irá solicitar a Garantia da Lei da Ordem (GLO). “Se for necessário, será solicitado a Garantia de Lei e Ordem”, afirmou o secretário, que tem sofrido ameaças de morte vindas de criminosos de uma facção criminosa.

Balanço

Ainda de acordo com informações da coletiva, a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) está montando cerca de 36 barreiras policiais em diversas partes da cidade, especialmente em áreas estratégicas para evitar novos ataques.

A SSP-AM fez a atualização do número de prisões por conta dos ataques a ônibus, agências bancárias e monumentos públicos. 29 pessoas foram presas durante as incursões policias. Tais ataques começaram após a morte de “Dadinho”, considerado um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV), durante um conflito com policiais da Ronda Cândido Mariano (Rocam).

Intervenção

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou na manhã desta segunda-feira, 7, que formalizou pedido para que a Força Nacional atue na segurança do Estado, após a série de ataques e incêndios criminosos registrados em Manaus. De acordo com Lima, “o objetivo é que reforcem o trabalho das forças de segurança do Estado, que atuam no combate aos atos de vandalismo que têm acontecido nas últimas horas”.

O pedido foi formalizado na noite desse domingo, 6, ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). O governo do Estado ainda afirmou que o objetivo é que a tropa reforce o trabalho que já está sendo feito pelas forças de segurança estaduais, como as Polícias Militar (PMAM) e Civil (PC-AM).

Paralisações

As aulas presenciais nas redes pública e privada de ensino, serviços de atendimentos e a circulação do transporte coletivo em Manaus foram suspensas nesta segunda-feira, 7, após os ataques criminosos empreendidos neste fim de semana. O horário de início da vacinação contra a Covid-19 em postos de imunização ainda foi adiado. As determinações partiram do Governo do Amazonas e da prefeitura da capital por medida de segurança