Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Com baixa adesão de simpatizantes de Jair Bolsonaro (sem partido) – causada pela ausência do presidente da República – a ‘motociata’ em favor do voto impresso e a pavimentação da BR-319 aconteceu na manhã deste sábado, 17, nas ruas da capital amazonense. A maioria dos manifestantes não usavam máscaras, item de proteção individual obrigatório por causa da pandemia do novo coronavírus.

A ‘motociata’ também pediu a pavimentação da BR-319 e o grupo de motociclistas saiu em frente do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), percorrendo as avenidas Coronel Teixeira, Avenida Brasil, Ponte Rio Negro e voltaram até a orla da Ponta Negra, onde gritavam palavras de ordem.

Com bandeiras do Brasil e cantando o Hino Nacional, os apoiadores declaravam palavras de ordem. (Gabriel Abreu/Revista Cenarium)

Um dos principais aliados de Bolsonaro em Manaus, Alfredo Menezes esteve presente no ato declarando solidariedade ao governo e que as eleições gerais em 2022 precisa ser com o voto impresso.

“Essa motociata é para todos aqueles que acreditam no Governo Bolsonaro. Esse evento tem o apoio de mais de 100 associações de motociclistas do Amazonas. Estamos aqui também pedindo a pavimentação da nossa rodovia que está intrafegável. A BR-319 é uma estrada importantíssima para a nossa região e precisamos sair desse isolamento”, disse Menezes.

Menezes adiantou à reportagem que pretende se reunir com o presidente assim que sair do hospital para que uma nova data seja marcada, já que muitos apoiadores de Bolsonaro vieram para Manaus de vários municípios e até mesmo de outros Estados.

Voto impresso

O presidente Bolsonaro ao longo de suas entrevistas vem defendendo publicamente que as eleições gerais em 2022 só irão acontecer se tiver o voto impresso. Numa live, no dia 6 de julho, o presidente atacou o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que faz críticas incisivas ao sistema de votação impresso, o presidente afirmou que, se em 2022 não houver voto impresso, não haverá eleição. 

“Se o parlamento brasileiro, por maioria qualificada, por 3/5 da Câmara e no Senado, aprovar e promulgar, vai ter voto impresso em 2022 e ponto final. Vou nem falar mais nada, vai ter voto impresso. Porque, se não tiver voto impresso, é sinal de que não vai ter eleição, acho que o recado está dado. Não sou dono da verdade, mas eu respeito o parlamento brasileiro assim como eu respeito o artigo quinto da Constituição”, disse Bolsonaro.

Internado

O presidente está internado desde quarta-feira, 14, em São Paulo para tratar de uma obstrução parcial do intestino. Os médicos descartam a necessidade de cirurgia. O cirurgião gástrico Antônio Macedo, que coordena a equipe médica, disse que uma tomografia feita nesse sexta-feira, 16, mostrou uma melhora acentuada no estado de saúde do presidente. E que Bolsonaro deve ficar em dieta líquida pelo menos até sábado, 17. Afirmou ainda que, se o presidente continuar se recuperando bem, deverá passar para a dieta cremosa. E poderá até ter alta no domingo, 18, dependendo do quadro clínico.