Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
26 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Marcela Leiros e Alessandra Leite – Da Revista Cenarium

MANAUS – Um incêndio de grandes proporções causou perda total em um loja de variedades, na noite desse sábado, 27, em Maués, a 276 quilômetros de Manaus. A população registrou o momento em que o fogo tomou conta do estabelecimento comercial. Segundo informações repassadas à REVISTA CENARIUM, moradores da cidade, que não conta com uma unidade do Corpo de Bombeiros para atender ocorrências, ajudaram a controlar o fogo.

A loja ficava localizada na Rua Adolpho Cavalcante, área central do município. O fogo, conforme a mídia local, iniciou com um curto circuito por volta de 22h. A população, juntamente com a polícia e fiscais da prefeitura, montou uma força tarefa com baldes e carros pipas para tentar controlar a chamas.

A magnitude causou a perda total do prédio, que continha, além da loja, uma pousada nos fundos e a residência dos proprietários no andar de cima.

Veja o vídeo:

Vídeo registra incêndio em loja de variedades no município de Maués, no interior do Amazonas (Reprodução/Arquivo Pessoal)

Na hora do incêndio, segundo o secretário de Comunicação do município, Rosalvo Rodrigues Soares Filho, todo o efetivo, de apenas dez policiais militares, estava envolvido na ocorrência, deixando toda a cidade descoberta. “Se houvesse um assalto ou qualquer outra situação, não tínhamos policiais militares para atender. Não é falta de empenho da prefeitura e nada contra o governo do Estado, mas ainda temos um outro agravante, pois os concursados muitas vezes não querem vir morar no interior”, salientou.

A estrutura de Corpo de Bombeiros mais próxima, conforme Rosalvo, seria a de Parintins, com uma população de 100 mil habitantes e movimentação noturna no aeroporto. “Não sei te afirmar se é um fator determinante, mas Parintins tem um aeroporto grande e, talvez, seja essa a razão de se ter a brigada, além do número de habitantes”, finalizou.

O estabelecimento, que continha uma pousada nos fundos e a residência dos proprietários no andar de cima, teve perda total (Reprodução/Arquivo Pessoal)

Segundo o secretário, uma reunião deverá ser feita ainda neste domingo, “no máximo na segunda-feira pela manhã”, para acionar uma força-tarefa e consultar a legislação sobre quem poderá atuar na solicitação de uma providência. “Vamos ver quem nos habilita a atuar, se como fiscalizadores, cobrar ao menos um caminhão pipa para a cidade”, afirmou.

Municípios

Sétimo maior município do Amazonas, Maués tem hoje a população estimada em 65.040 habitantes, segundo dados de 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com a prefeitura do município, este não é o único do Estado com esses gargalos e uma total falta de estrutura para Corpo de Bombeiros. “Há dez anos, tivemos uma estiagem muito grande, com vários focos de incêndio. Foi feita uma solicitação via Câmara Municipal para instalação dessa brigada, mas nunca foi atendida”, disse o secretário de Comunicação de Maués.

Dos 62 municípios Amazonas, apenas dez têm unidades do Corpo de Bombeiros, segundo informações da própria instituição. Com o baixo número de unidades no interior do Estado, cidades que precisam dos serviços de execução de atividades de prevenção, combate a incêndio, busca e salvamento e outros atendimentos, precisam recorrer a outros municípios que ficam a quilômetros de distância.

Fora as unidades de Manaus, que devem atender todo os Estado em caso de emergências e necessidade de reforços no efetivo, as cidades de Novo Airão, Tabatinga, Tefé, Humaitá, Manacapuru, Iranduba, Rio Preto da Eva, Itacoatiara e Parintins atendem, além das suas respectivas localidades, os municípios que estão em seus entornos.

Procurado por e-mail e mensagem de WhatsApp, a assessoria do Corpo de Bombeiros do Amazonas não respondeu aos questionamentos da reportagem até o momento desta publicação.