6 de março de 2021

Ana Pastana – Da Revista Cenarium

MANAUS – Prestes a completar um ano do desaparecimento do menino Erlon Gabriel, a mãe da criança ainda tem esperanças de encontrá-lo com vida. Erlon desapareceu no dia 6 de fevereiro do ano passado. A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) estava responsável pelo caso e descartou a possibilidade de sequestro.

Maria Dias, mãe da criança, informou em entrevista à REVISTA CENARIUM nesta quarta-feira, 3, que após o desaparecimento do menino, não teve informações sobre o filho durante esse tempo. “Infelizmente não encontraram, mas continuo crendo nos milagres de Deus, durante todo esse tempo, não tivemos nenhuma informação do meu filho”, disse.

Maria Dias, mãe de Erlon Gabriel, ainda procura pelo filho desaparecido há um ano (Reprodução/ Internet)

Maria, mesmo sem ajuda das autoridades, segue procurando pelo filho. “Não vou parar até encontrá-lo. Só quero meu bebê de volta, creio que Deus vai mostrar o caminho e uma luz”, diz.

A mãe de Erlon acredita que a criança tenha sido sequestrada, mas para polícia a possibilidade foi descartada. “Alguém levou ele, alguém pegou ele aqui e levou. Eu não sei quem, não sei o porquê, nem para quê, mas a gente segue colocando nas mãos de Deus, cremos numa resposta, com certeza ele vai dar uma”, concluiu.

Conforme a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, o caso foi concluído e o Inquérito Policial (IP) foi encaminhado à Justiça para que fossem adotadas as medidas cabíveis. A delegacia não entrou em detalhes sobre como ocorreram as investigações.

Relembre o caso

Erlon Gabriel desapareceu em 6 de fevereiro de 2020, enquanto brincava no pátio de casa, na comunidade União da Vitória, Zona Oeste de Manaus. De acordo com a mãe, em relatos na época do desaparecimento que ocorreu por volta das 11h, quando ela preparava o almoço.

Na época, houve relatos de que um suposto carro preto havia entrado na rua e poderia ter sequestrado a criança, mas a hipótese também foi descartada após investigação.

Erlon Gabriel, com 3 anos, desapareceu em fevereiro de 2020 e ainda não foi encontrado (Divulgação/ Rede Social)